O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

Toshokan Sensou


Toshokan Sensou

Força em Adversidade

“Mais que um simples anime, um belo ato a favor da liberdade de expressão.”

Relatando…

Na era da Seika, a sociedade japonesa sofre com o ato de aperfeiçoamento da mídia, que promove a censura de obras de arte, filmes e livros considerados de teor imprópio. Neste mundo onde não se pode ler, escrever, assistir ou criar arte sem que seja permitido pelo governo,  um exército de oposição foi legalmente criado. Este exército tem como  base as bibliotecas. Seu objetivo, promover a liberdade de expressão e garantir que todos tenham direito de ler e criar o que quiser.  No ano 31 desta nova era, uma garota chamada Kasahara Iku  passa a fazer parte do exército da biblioteca, lá ela conhecerá Atsuhi Dojou, um superior linha dura que ver nela o seu eu do passado  e que devido as habilidades atléticas de kasahara torna ela a primeira oficial feminida da força tarefa do exército da Biblioteca. Kasahara é uma menina ativa que ama os livros e que entrou para o exército devido a um amor platônico por um membro do exército da biblioteca que começou em sua adolescência após este oficial salvar a ela, e a  um livro que ela tinha comprado, de membros do exército da censura que tentaram tomar o livro dela a força.

Em meio a essa guerra civil nós acompanharemos Kasahara, Dojou e outros membros do exército da biblioteca em seu dia-dia e nas mais diversas missões. Comédia, romance, ação, e um exemplo de luta a favor do direito de liberdade de expressão e do direito de livre arbítrio são os ingredientes desta incrível obra de animação.

Sobre a obra

Baseada na light novel homônima de Arikawa Hiro, Toshokan Sensou é um anime de  abril de 2008  produzido pelo famoso estúdio Production I.G e dirigido por Takayuki Hamana (Kemono no Sou-ja Erin e Chocolate Undergrond). Esta é uma obra sobre um futuro onde a censura prevalece e onde poucos são aqueles que se rebeleram contra este absurdo e lutam por um mundo onde  o direito de liberdade de expressão seja respeitado.

Takayuki mostra que quando o assunto é um governo que promove censura ele é o cara certo, é fácil notar semelhança entre o governo de Toshokan Sensou e o de Chocolate Underground , onde o assunto da censura também vem a tona. A obra se passa em um típico cenário urbano, o que aumenta ainda mais o sentimento de guerra civil, porém a guerra entre o exército da biblioteca e o exército da censura é um conflito controlado que tenta ao máximo não envolver o resto da população. Além disso, existe uma pano de fundo político por traz da história que dar ainda mais a sensação de uma possível realidade.

A animação é boa, embora não seja excepcional, o caracter designer de  Nakamura Satoru é agradável de se ver, com detalhes bem destacados, especialmente os uniformes que são muito bem trabalhados. A história é chamativa, nela tanto as cenas cômicas, como as cenas mais sérias, são bem encaixadas e a movimentação das cenas é muito boa. A dublagem tem alguns nomes menos conhecidos e outros já bem famosos, destaque para Inoue Marina  ( Tsukuda Mina em Getsumen to heiki mina) que dar voz a Kasahara Iku, também para Maeno Tomoaki ( Ooyagi Saku em Sora no manimani) a voz de Atsushi Dojou, e para Miyuki Sawashiro (Petit Charat em Digi Charat) que dar voz a Asako Shibasaki. Por último, a tilha sonora não é excepcional, porém boa, porém destaco a abertura e o encerramento que são realmente bons, o título deles é “Atashi no Machi, Ashita no Machi” e “Changes” reespectivamente. Destaque também para os efeitos sonoros que ficaram muito bons.

Opinando…

Toshokan Sensou é um anime que te deixa empolgado do 1º episódio ao último, até no último episódio, quando você pensa que nada mais que possa chamar sua atenção acontecerá, você acaba se supreendendo. O anime inspira você a lutar pela liberdade de expressão (sei que usei muito esse termo no post, mas isso foi proposital).  Toshokan Sensou é um daqueles animes que vão deixar saudades e que você vai querer ver mais de uma vez. Se tivesse que dar uma nota de replay* eu sem dúvida daria 10. Um anime que não tem nenhum público específico para ser recomendado, ele deve ser ser recomendado a todos sem distinção de gosto. Sem dúvida uma das obras mais brilhantes de 2008.

Curiosidade

A série de livros  a qui pertence Toshokan Sensou conta atualmente com 4 volumes lançados:

  • Toshokan Sensou (A Guerra da Biblioteca)
  • Toshokan Nairan (O Conflitos da biblioteca)
  • Toshokan Kiki (A Crise da Biblioteca)
  • Toshokan Kakumei (A Revolução da Biblioteca)

Pra quem curte colecionar light novels é uma ótima pedida.

A história conta também com dois especiais para internet radio com o título Kanto Tosho Kichi Kohoka (A base de livros de Kanto: Departamento de Relações Públicas), cada especial tem subtítulo e história diferente, o primeiro conta sobre o dia-a-dia de Atsushi Doujou e Hikaru Tezuka e se chama Danshi Ryou (Dormitório dos homens) , o segundo conta o dia-a-dia de Kasahara Iku e Asako Shibasaki e se chama Jyoshi Ryou (Dormitório das mulheres).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: