O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


A saga de dois irmãos que perderam tudo, mas seguiram em frente e obtveram tudo de volta e muito mais

“Não há significado em aprender algo que não esteja acompanhado de dor. Isso porque se a pessoa não sacrificar nada, não poderá obter nada, mas ao superar essa dor, você não perderá mais. Você obterá um coração forte. Um coração de aço.”

Relatando…

Através da Alquimia é possível obter qualquer coisa ao se dar algo de igual valor em troca, este é o principio da troca equivalente. Mas até mesmo a Alquimia possui um tabu, não se pode trazer uma pessoa morta de volta a vida  independente do que se tente trocar e aqueles que tentarem pagarão o preço por quererem se passar por Deus.

Os irmãos Elric tentaram quebrar este tabu para trazer sua mãe de volta a vida, mas não tiveram sucesso, muito pelo cotrário Alphonse perdeu seu corpo e Edward uma perna, mas Edward conseguiu com isso aprender a verdade sobre a alquimia e sacrificando o seu braço conseguiu prender a alma de seu irmão a uma armadura.

Uma armadura de metal com alma (Alphonse) e um garoto com braço e pernas de aço (Edward) , os irmãos Elric, partiram em uma jornada não mais para aprender a fazer a transmutação humana, mas para cada um descobrir o como trazer de volta aquilo que seu irmão perdeu e para isso Edward se tornou um alquimista do estado, um cão do exército e a pessoa mais nova a obter um título de alquimista, o título de Fullmetal Alchemist (O alquimista de aço).

Primeiramente, não me estendi muito na descrição do anime, pois seria muito parecida com a apresentada no texto sobre o anime Full Metal Alchemist de 2003. Full Metal Alchemist Brotherhood é a legítima versão animada do mangá Full Metal Alchemist, pois diferente da animação anterior ele segue a risca a história do mangá. Em FMAB é possível conhecer uma versão bem diferente da anterior de 2003, com mais personagens, com mais drama, com mais história e com mais vilões, uma obra que não denigre a imagem da animação anterior, mas que por definitivo mostra o quão brilhante esta história é. Uma obra que é tão importante quanto a anterior e que fecha a primeira década do século 21 mostrando que a animação japonesa ainda tem muito a encantar as pessoas em todo o mundo.

Sobre a obra

Lançado em abril de 2009 pelo estúdio bones com a direção de  Irie Yasuhiro (Soul eater, Revolutionary girl Utena)  em  seu primeiro trabalho como diretor de uma série. Full Metal Alchemist Brotherhood conta com 64 episódios onde é contada por completo a história dos irmãos Elric em busca da pedra filosofal e de um forma de trazerem seus corpos de volta ao normal.

O roteiro desta série como na versão de 2003 é um dos pontos mais fortes, mas diferentemente da versão anterior, ele apresenta a história da mesma forma que esta é a apresentada no mangá de Hiromu Arakawa. E basta pouco mais de 10 episódios para ver o quão diferente a história da animação de 2003 se tornou da história do mangá. FMAB mostra uma história muito mais ampla que a da versão anterior. O roteiro apresenta a história dos irmãos Elric, mas também a apresenta coisas como a verdadeira história da guerra, ou melhor, do massacre de Ishbar e com isso o surgimento do homem sem nome que viria a ser conhecido como Scar, além de mostrar o porque de Roy Mustang ser tão obstinado em se tornar o Führer. Também conhecemos pessoas de um país muito diferente de Amstresia (o país onde se passa a história), conhecemos habitantes de Xing, um país que vive em meio a uma guerra entre clãs pelo cargo de imperador. Um país com uma alquimia totalmente diferente denominada Retanjutsu, capaz de curar feridas e de permitir ao usuário conectar dois círculos para fazer transmutação a distância. E também mostra a verdadeira história de Van Honhenhein e do homunculus o grande vilão da série e quem deu origem aos homunculus já conhecidos. Além disso, muitas revelações diferentes da obra animada de 2003 são apresentadas, como por exemplo quem derrotou cada homunculus e quem matou os pais de Winry Rockbell.

Apesar de um roteiro muito mais conciso, não se pode dizer que a animação de Full Metal Alchemist Brotherhood é melhor que a da animação anterior, claro que novas técnicas foram utiliadas e a qualidade das cenas é bem superior devido aos avanços tecnológicos, mas ambas as obras possuem animações incríveis e não se pode julgar em qual delas a animação é melhor. O mesmo vale para caracter designer que apesar de diferente não pode-se dizer qe esteja melhor ou pior que a versão de 2003, mas sim, que está altura.

A trilha sonora de FMAB é sem dúvida de deixar muita série de animação shounen parecendo só ter música para crianças . O clima sério e ao mesmo tempo dinâmico da série está presente em cada música e em cada tema de abertura e de encerramento. A alegria de certas cenas e a tristeza de outras sempre são acompanhadas de belas trilhas e as músicas nas cenas de mistério mostram a importância da trilha sonora na  composição de uma série animada. Como destaque entre as várias músicas temas de abertura e encerramento do anime fica Hologram a segunda abertura que é do grupo NICO Touches the Walls, sendo essa que toca no final do último episódio.

Quanto a dublagem, muitos dos seiyuus foram mantidos, como as Seiyuus Rie Kugimiya e Romi Park que dublam reespectivamente Alphonse e Edward Elric. Entre os novos seiyuus destaco 3, Shinichiro Miki ( Bob Makihara em Tenjoh Tenge, Takumi de Initial D e Koijrou, o James de Pokemon) que dubla o coronel Roy Mustang, Megumi Takamoto (Misaki Sawakura em White Album) a Winry, e Kayumi Iemasa (Ernst Von Bähbem em RahXephon) o Homunculus e narrador do anime.

Opinando

Gostei mais de FMAB do que de FMA, devido ao roteiro ser bem mais elaborado e na minha opinião bem mais interessante, senti uma emoção tremenda em diversos episódios como em FMA, mas a sensação de quero saber o que vai acontecer é bem maior em FMAB. É um anime sensacional e você tem que assití-lo idependente do tipo de anime que goste… FMAB vale muito a pena.

Curiosidade

Em julho de 2008 surgiu um boato do vazamento de uma lista dos estúdio Bones que continha informações sobre lançamentos de séries futuras, e uma delas se tratava de Full Metal Alchemist 2. E apesar de o estúdio tentar desmentir de todas as maneiras tal lista, várias das informações desta, como por exemplo de Full Metal Alchemist 2 se mostraram verdadeiras.

Jogada de Marketing ou não o  que interessa é que o fã da animação de Full Metal Alchemist permaneceu na ânsia por quase um ano e em 2009 Full Metal Alchesmit 2 deixou de ser um mito para se tornar a série de animação shounen mais famosa do fim da primeira década do século 21.

E então Full Metal Alchemist acabou mesmo…

… não tenho como afirmar isso pois na exibição do último episódio de Full Metal Alchemist Brotherhood foi anunciado um filme, porém dificilmente este se tratatará de um continuação, pois o final foi de fato um final. Ficamos no aguardo de mais notícias sobre o filme.

Comentários em: "Full Metal Alchemist Brotherhood" (4)

  1. leonardo disse:

    Parabens, esse é um ótimo anime, gostei bastante do review que vc fez.

  2. java disse:

    Q pena , mais q filme é esse q anuncia no fim do ultimo episodio ?

  3. Nada foi revelado direito, alás não se tocou mais no assunto… Estamos esperando que o Bones se pronuncie, mas pela forma que terminou a série se houver filme deve ser uma história extra sem vínculo com a história principal.

  4. O melhor anime de sempre…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: