O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

REC


Uma história de vida de duas pessoas

“Um casal que mora debaixo do mesmo teto e não é um casal.”

Relatando:

Tudo começa quando Fumihiro Matsumaru, um pobre assalariado, está esperando sua colega de trabalho para um encontro no cinema. Porém ela demora demais até que finalmente ele percebe que levou um bolo. A decepção é tanta que ele tenta jogar os ingressos do cinema fora. Aí os ingressos falam: “Nãaaao! Não me jogue fora! Nos dê uma oportunidade pra te fazer feliz!”
Quem deu voz aos ingressos foi Aka Onda, uma aprendiz de dubladora (seiyu) que sonha ser como sua atriz favorita, Audrey Hepburn. Ela não só salva os ingressos como também salva Matsumaru do vácuo, arrastando-o para assistir o filme com ela! Passado o filme, cada um seguiu seu rumo, porém naquela noite o apartamento de Aka pegou fogo. Sem teto, ela é convidada por Matsumaru para ficar na casa dele e assim a história que parecia um encontro casual de um dia vira uma vida a dois.
Mesmo assim o que é o relacionamento dos deles é sempre uma confusão, oscilando entre a paz e socos quando Matsumaru leva foras de Aka. Enquanto eles descobrem a melhor maneira de viverem juntos, suas vídas pessoais e profissionais também se desenrolam nessa ótima série.
A história de REC tem dois focos: narrar o desenvolvimento do relacionamento dos dois e a carreira profissional de cada um. Matsumaru conseguiu ter uma proposta de propaganda aceita e com isso a pressão em cima dele aumenta. Já Aka começa a pegar trabalhos difíceis na concorrida escola de dublagem. Esses dois focos se misturam em certos pontos da história, já que os altos e baixos de um foco influem no outro.

Sobre a Obra:

Hanamizawa Q-Tarou é o autor da obra REC (2006) que ganhou uma série em anime de 9 episódios com cerca de 12 minutos cada.

Opinando:

O mais incrível de REC são as personagens principais, que são muito bem construídos! O foco da história é o lado humano dos personagens e como eles lidam com o dia a dia. Por ser uma realidade inusitada e ao mesmo tempo muito possível, isso prende a atenção do público, que se identifica facilmente com as personagens. Além disso por ser uma série curta, todos os episódios tem muito conteúdo, mesmo sendo tão pequenos. A história não tem rodeios e isso faz REC ser um anime muito agradável de assistir.
Não foi preciso mostrar mais que a realidade dos dois para criar uma história tão atrativa. Conquistas, sonhos, realizações, decepções, carreiras, encontros e desencontros da vida de cada um e a busca pela felicidade são coisas tão humanas, porém tão interessantes de se ver nessa obra, que você não conseguirá parar de assistir, se começar! Pelo menos eu não consegui. É um anime que ousou ser simples e fez sucesso.
REC ensina que nossa própria vida pode ser uma grande história.

Curiosidades:

Auldrey Hepburn, a atriz frequentemente citada por Aka, tem os nomes de alguns dos filmes que participou como referência ao nome dos episódios do anime. São eles:
Roman Holiday – A Princesa e o Plebeu (1953)
Sabrina Fair – Sabrina (1954)
Wait Until Dark – Um Clarão nas Trevas (1967)
Breakfast at Tiffany’s – Bonequinha de Luxo (1961)
Love in the Afternoon – Um Amor na Tarde (1957)
The Children’s Hour – Infâmia (1961)
War and Peace – Guerra e Paz (1956)
My Fair Lady – Minha Bela Dama (1964)
Two for the Road – Um Caminho para Dois (1967)

Comentários em: "REC" (4)

  1. Belo texto

  2. Eu adorei esse anime, simples e direto e ainda foi uma belíssima homenagem á Auldrey Hepburn

  3. Cíntia disse:

    Adorei o Anime… Vou fazer um Cosplay da personagem Onda Aka tenho certeza que ficará incrível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: