O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


“Não existem milagres neste mundo. A única coisa que existe são coincidências e inevitabilidades, e as ações que as pessoas tomam.”

Relatando:

‘EF – a tale of Memories/Melodies’ conta a trajetória de vários personagens de forma complicada e envolvente, divididos em duas cidades ‘Otowa’: uma na Austrália e outra no Japão. No início, todos os personagens parecem jogados ao acaso no episódio, sem nenhuma relação entre si.

A série EF é dividida em duas temporadas, ‘a tale of memories’ e a sequência ‘a tale of melodies’. Juntando as duas como um todo, temos a trajetória de 5 casais: a de Miyamura Miyako e Hirono Hiro, a de Aso Renji e Shindou Chihiru, a de Shindou Kei e Tsutsumi Kyosuke, a de Amamiya Yuko e Himura Yu e a de Mizuki Hayama e Suichi Kuze.
‘A tale of memories’ conta a história dos três primeiros casais, e ‘A tale of melodies’, dos dois últimos. Embora sejam o mesmo anime, a filosofia das duas temporadas é bem diferente: a primeira conta as histórias como se elas fossem separadas, e a segunda aparece para unir todas as histórias relatadas.

‘Memories’ São histórias fortes e envolventes, porém não são unidas entre si. É como se a primeira temporada fossem ‘dois animes diferentes’ passando no mesmo episódio: um relatando a história de como Renji aprende a lidar com o problema de Chihiro, e outra conta o desenrolar do triângulo amoroso entre Miyako, Hirono e Kei, sendo que a única relação entre essas duas histórias é o fato de que Kei e Chihiro são irmãs gêmeas e amigas de Hirono na infância.
Se você assistiu o primeiro episódio e não gostou, assista até o fim episódio 2. É onde a introdução dos personagens termina e o desenrolar da história começa. Justamente por isso, a abertura do anime é exibida pela primeira vez no fim do segundo episódio.

Este é o ponto onde descobrirá a razão mais forte para esta saga se chamar ‘memories’: o momento em que Chihiro revela seu problema de saúde crônico para Renji: as memórias dela tem duração de apenas 13 horas. Tudo que ela vive é esquecido em 13 horas. Isto foi causado por um acidente quando Chihiro tinha 12 anos, e ela só lembra do que aconteceu antes disso. O que aconteceu depois é detalhadamente escrito em seu diário e é a única maneira que ela tem de dizer ao seu ‘eu de 13 horas depois’ o que aconteceu a seu ‘eu de 13 horas antes’.

Já Hirono é um jovem desenhista de mangás e estudante que mora sozinho e tem medo de fazer escolhas na vida. Por não conseguir abrir mão de nada, acaba fazendo todas as coisas pela metade. Ele tem sua bicicleta roubada por Miyako para perseguir o assaltante que levou a sua bolsa. Dessa maneira desastrada que os dois se conheceram e a paixão de Miyako por Hirono nasceu. Porém ela terá que lutar contra Kei – amiga de infância de Hirono – pelo amor do jovem.

‘Melodies’ é a saga que traz personagens coadjuvantes da primeira temporada para o holofote, tornando-os os quatro novos protagonistas.

Mizuki, que era amiga de Kei no Japão, viaja para a Austrália e fica hospedada na casa de Renji, que é seu primo. Lá ela conhece e se apaixona pelo vizinho, Kuze, amigo de escola de Himura no passado. Já Himura conheceu Yuuko na infância. Ela era apaixonada por ele quando estavam no orfanato, e então eles se reencontraram na escola. Já Mizuki quando estava no orfanato, se tornou amiga de Yuuko.

Diferente de ‘memories’, que relata fatos que acontecem no presente em dois planos quase que separados, ‘melodies’ mistura e conecta acontecimentos do passado e do presente, os protagonistas atuais, e ainda os personagens da saga anterior, fechando a história com todos esses dez personagens ligados. Himura e Yuuko de alguma forma influenciam no destino de todos os outros casais presentes na história em ambas as temporadas, e isso acaba realizando o sonho de Himura: ‘Construir uma cidade onde ninguem sofra ou se sinta só’, mostrando que milagres aconteçam as casualidades da vida não bastam: precisamos agir e criar as possibilidades para um futuro melhor.

Sobre a Obra:

As séries animadas de EF são baseadas em uma visual novel EF: A Fairy Tale of the Two, produzida pela companhia japonesa de software Minori, divididas nos dois jogos “EF: The First Tale” e “EF: The Latter Tale”. A primeira série é dirigida por Shin Onuma, que se voluntarizou para o trabalho quando recebeu a proposta. Produzido pelo estúdio de animação japonesa Shaft, possui 12 episódios, que retratam o desenrolar do primeiro jogo e a primeira metade do segundo.
A segunda adaptação, ‘A tale of Melodies’, retratou a segunda metade do segundo jogo e também possui 12 episódios.

Opinando:

O interessante de EF é que as histórias aparentemente separadas acabam fortemente ligadas, ensinando que o amor é uma razão para viver e que nunca devemos desistir dele; que o amor não foi feito para curar problemas e sim dar a força para viver com eles e conseguir sorrir sinceramente.

O caso que mais me chamou atenção foi o problema de Chihiro. Algumas pessoas desejam poder esquecer fatos dolorosos, decepções, desilusões. Chihiro é o exemplo do desastre que é conseguir esquecer. O sonho de alguns de esquecer fatos tristes é um pesadelo para ela; porém o maior medo dela está não em esquecer, mas ser esquecida. Ela ensina a pensar duas vezes antes de pensar em esquecer algo. É ela, que não consegue ter memórias, que é capaz de nos ensinar a viver com nossas memórias, seja elas quais forem.

Se você não acredita no amor, é quem mais precisa assistir EF. Esta é uma história onde não importa se você sabe o final onde ‘quem acaba junto de quem’: o verdadeiro brilho de EF está no desenrolar de uma história que tem tudo para ser de sofrimento e se torna um final feliz.

Não é aquele drama ‘artificial’ causado por atritos entre as personagens que comumente se vê nas novelas. É um drama causado pelos traumas e problemas dos próprios personagens, que tem tudo para não ter salvação e são de alguma forma salvos por suas ‘almas gêmeas’. Memories e Melodies: duas sagas que causarão tanto comoção como otimismo.

Os significados de EF:

O que pode ser entendido como o significado da sigla EF em cada uma das duas temporadas, está implícito no título dos episódios, que são em inglês.

Temporada 1 – memories:
01 – eve
02 – upon a time
03 – paradox
04 – honesty
05 – outline
06 – rain
07 – I
08 – clear colour
09 – forget me not
10 – I‘m here
11 – ever forever
12 – love / dream
Se fizermos um acróstico com a primeira letra de cada título, formaremos ‘Euphoric Field‘.

Temporada 2 – melodies:
01 – ever
02 – read
03 – union
04 – turn
05 – utter
06 – flection
07 – reflection
08 – reutter
09 – return
10 – reunion
11 – reread
12 – forever / ef
Já para a segunda, tomando os 6 primeiros episódios de trás pra frente, podemos formar com a primeira letra de cada a palavra “future“. Os 6 episódios seguintes adicionam o prefixo ‘re’ antes de cada título, agora na ordem correta, com exceção do final, que é “forever”.
Na abertura de EF – a tale of melodies, há algumas combinações de palavras começando com EF, sendo as três últimas: “Euphoric Field“, “Ever Forever” (título do primeiro e último episódio da temporada, e também do episódio 11 da primeira) e “Ebullient Future“, que aparece mais destacada que todas. Respectivamente podem ser traduzidos como “lugar de euforia”, “para sempre e sempre”, e “futuro excitante”.
Além disso, os tema de abertura da 1ª temporada se chama ‘Euphoric Field’ e o da 2ª “Ebullient Future”.

Anúncios

Comentários em: "ef – A Tale of Memories/Melodies" (2)

  1. Dessa dos nomes eu não sabia, muito massa o texto

  2. Esse é um dos animes que mais me emocionaram até hoje. Apesar da história que pode parecer clichê a uma primeira vista, a forma como ela é contada é ótima e prende muito a atenção. Algumas cenas pra mim tornaram-se antológicas, como as ligações da Miyako para o Hiro, ou as folhas do diário da Chihiro lançadas ao vento. Foi com EF que conheci o estúdio Shaft, um dos melhores da atualidade na minha opinião.

    Não havia reparado também essa história dos títulos. Bem observado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: