O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

Nodame Cantabile


O mundo que se abriu diante dos meus olhos é um novo e antigo prelúdio…

Quando criança, em função da profissão do pai (um famoso pianista), Shinichi Chiaki viajou por diversos países europeus e assistiu várias orquestras se apresentarem, o que despertou seu interesse por música clássica. O interesse foi intensificado quando conheceu o maestro Sebastiano Vieira, que o assumiu como discípulo. Entretanto, seus pais se divorciaram e ele teve que voltar com sua mãe para o Japão. Alguns anos se passam, quando a história se inicia… Temos o jovem Chiaki, cursando o 3ª ano de piano, mas sonhando se tornar um maestro, assim como seu mestre. Ele deseja retornar para a Europa e aprimorar suas técnicas, mas infelizmente, ele tem traumas com viagens aéreas e marítimas (as únicas maneiras de sair do arquipélago japonês), logo, se vê obrigado a permanecer no Japão, onde considera não haver nada mais para aprender. Para complicar, sua personalidade não é das melhores – talvez pelos problemas que possui -, Chiaki, além de arrogante e impaciente, não é muito sociável.
Tudo muda quando ele conhece Noda Megumi, também conhecida como Nodame. Essa garota que: não sabe cozinhar; é desleixada; não consegue ler uma partitura; possui uma incomparável forma de tocar piano no estilo Cantabile. É ela quem vai ensinar para Chiaki algo que ele havia esquecido: a gostar da música, não importa onde ele esteja.

Em qualquer lugar do mundo, sempre com a música…

Como pretendo resenhar futuramente as temporadas do anime, esse post vai ser mais objetivo, indo direto ao ponto: Nodame Cantabile é um mangá, anime, dorama (live action), etc., tão envolvente, que vai fazer você querer ver inúmeras vezes essa obra – que só consigo definir com uma palavra: excelente. Tomoko Ninomiya (a criadora) e seu Nodame Cantabile, não a toa vencedor do Kodansha Manga Award e finalista do Tezuka Osamu Cultural Prize, por duas vezes consecutivas, foi muito feliz ao unir música clássica e elementos de uma das extensões do gênero shoujo, o josei.
A relação dos personagens com a música é um dos pontos fortes da história. Por exemplo, a forma de tocar piano da Nodame, diz muito sobre ela. Na história, a música também é o “lugar comum” dos personagens, que muitas vezes são tão diferentes uns dos outros. No mangá, os críticos elogiaram a forma com a qual a autora consegue transmitir, através de seus desenhos, personagens tocando músicas que não podem ser ouvidas. Me agradou, aliás é o que me agrada em alguns joseis, a forma como a história é conduzida, sem grandes exageros, e com personagens que você consegue se identificar, de um forma ou de outra.

Ficha Técnica.

O mangá, que é a obra que originou todo o resto, teve 23 volumes e foi publicado pela editora Kodansha, na revista Kiss. Recentemente foram lançados mais dois volumes, intitulados Nodame Cantabile: Opera Chapter. O anime, que foi realizado no mesmo estúdio de Honey and Clover (J.C.Staff) contou com 3 temporadas: Nodame Cantabile (23 episódios), Nodame Cantabile: Paris Hen (11 episódios) e Nodame Cantabile: Finale (11 episódios), num total de 45 episódios, mais 3 especiais. O dorama possui 11 episódios, um especial e a história é concluída em dois longas metragens.

Comentários em: "Nodame Cantabile" (2)

  1. Realmente essa é uma série excelente, junto a Honey & Clover são meus dois jousei preferidos. Achei bacana que conseguiu fazer uma coisa que admito ser muito difícil pra mim, falar do plot de forma rápida. Só não entendi porque não resenhou logo a primeira temporada ou toda a série e achei que faltou expressar mais seu gosto pelo anime (e por todo o resto) desta obra de arte que é Nodame, acredito que com o tempo você vai deixar os seus textos cada vez mais a sua cara e fico feliz por finalmente integrar a equipe do blog, não apenas a do cast.

    Nodame é uma história magnífica e não só o Keiji dono, mas outros memebros do blog devem falar de Nodame em breve…

    Gyabon!!!

  2. Kaiji-dono disse:

    Pois é, esse post era mais pra deslanchar mesmo, confesso que me sentia pressionado para postar algo e tinha ser com Nodame^^
    Tentei só apresentar a obra, no todo, sem analisá-la profundamente, para aqueles que ainda vão conhecer. E depois pretendo resenhar as temporadas. Eu errei com relação a quantindade de especiais do anime, no total são 4 especiais se considerarmos o especial do PuriGorota.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: