O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Você poderia se apaixonar por mim?


“Neste planeta as pessoas só salvam as outras esperando algo em troca? Você se chamará Recruta! Saí correndo de lá o mais rápido possível. Olhei para o céu, para as lágrimas não escorrerem. O Kappa disse:”Seus olhos vão queimar.” “

Relatando…

Ichinomiya Kou é o herdeiro da famosa família Ichinomiya, uma das famílias mais ricas e influentes do mundo e cujo lema é “Não deva nada a ninguém!”. E Kou segue este lema desde que tinha 1 ano de idade, e a prova de que tudo que ele devesse teria que pagar, não importa o que fosse, surgiu quando aos 3 anos de idade ele foi obrigado a cuidar de seu pai para retribuir a dívida que tinha com este pela sua vida até aquela idade. Até mesmo a gravata que utiliza, que é um relíquia de família, tem o lema escrito em si, mas a história começa meso quando Kou, acaba sendo vítima de  jovens encrenqueiros e por isso se encontra apenas de cueca e com sua calça presa a um pilar de ferro na ponte Arakawa. E quando parte para pegá-la acaba conhecendo uma garota de longos cabelos loiros que usava um moleton e estava pescando. Recusando a ajuda oferecida pela garota ele tenta resgatar sozinho a sua calça, porém, ao finalmente alcançá-la, o pilar de ferro onde está parte. Kou e o pilar caem em direção ao rio, ele está prestes a se afogar pois não consegue sozinho se desprender do pilar, mas acaba salvo pela garota e com isso ele passa a dever sua a vida a ela. E incomodado tenta de todas as maneiras agradá-la para pagar sua dívida. Inicialmente tenta oferecer uma casa, afinal se a garota mora embaixo da ponte, para ele é lógico que ela é pobre, mas a garota recusa e ele pergunta se ela não sente frio e ela diz que para humanos deve ser frio mas para ela que é uma venusiana não há problema.

Kou  acha que ela é uma garota denpa (completamente maluca), mas isso não importa, pois ele tem que retribuir ela e ao questioná-la sobre como poderia a retribuir por ter salvo sua vida, ela pergunta: “Neste planeta as pessoas só salvam as outras esperando algo em troca?”. Kou se impressiona com a atitude daquela garota, mas ao perceber que não sabia como pagar sua dívida começa a sofrer de crise de asma, uma asma hereditária que surge quando os descendentes da família Ichinomiya estão devendo algo e não sabem o que fazer para retribuir. Então a garota diz que tem algo que  quer e pergunta se ele se apaixonaria por ela? Kou responde que com certeza e esta resposta mudará sua vida, pois ele terá que morar debaixo da ponte com a garota, pois se ele ficar mais de um dia longe dela, ela pode acabar esquecendo seu rosto. Além disso, para viver debaixo da ponte ele precisa conhecer o síndico do lugar Ele estranha ao saber que o síndico é um Kappa*, ou melhor um homem que se passa por Kappa, mas ele aceita este fato, no entanto antes de qualquer coisa ele deve receber um novo nome, aliás neste momento ele descobre que o nome da garota é Nino, nome dado pelo síndico provavelmente pelo fato de no moleton desta está as indicações de uma classe de aula de colégio: “2 – 3” (lê-se Ni no San). A partir de então ele deixou de ser o famoso e egocêntrico Ichinomiya Kou e passou a ser o “Recruta”, o mais novo morador de Arakawa .

Arakawa Under the Bridge é um história, freak e extremamente nonsense, mas também é hilariante e mostra que independente de como se vive, de onde se vive, ou com quem convive, as pessoas podem ser felizes. Também tenta mostrar que não importa o quão diferente as pessoas possam ser, não importa que mania ou história maluca tenham, se você aceitar as diferenças, verá que aquela pessoa pode ser alguém especial e que as diferenças dela podem a tornar uma pessoa espetacular.

Sobre a Obra

A primeira aparição do imponente síndico de Arakawa

Arakawa under the bridge é originalmente um mangá seinen de Hikaru Nakamura publicado na Young Gagan desde dezembro de 2004 e que conta atualmente com 11 volumes. Possui duas séries de anime de 13 episódios cada, Arakawa under the bridge e Arakawa under the bridge x bridge, ambas de 2010 e ambas produzidas pleo estúdio Shaft e dirigidas pela dupla Miyamoto Akihiro e Shinbou Akiyuki, a mesma dupla de Sayonara zetsubou sensei e mais recentemente de Denpa onna to seishun otoko.

O roteiro de Arakawa é de Deko Akao, uma roteirista que havia trabalhado em Natsu no Arashi e que conseguiu transmitir a história de Nakamura de forma primorosa. A história conta sobre o rico Ichinomiya Kou que acaba se tornando namorado de um garota denpa chamada Nino que vive a baixo de uma ponte e que diz ser venusiana. Kou acaba se vendo forçado a morar também debaixo da ponte e acaba descobrindo que existe uma sociedade composta por pessoas extramente estranhas naquele lugar. Pessoas como o Hoshi, um homem que vive com uma máscara em formato de estrela e que diz ser músico, ou como a Freira que na verdade é um ex-soldado muito bem treinado e um otaku por guerra, ou o Síndico um homem que tenta se passar por um Kappa e que por algum motivo é respeitado por quase todos os demais habitantes desta estranha comunidade.

Um grande número de personagens interessantes e um bom roteiro que diverte e prende a atenção sozinhos não fazem de um anime bom, e por isso é importante destacar a arte e a animação, começando pelo caracter designer de Nobuhiro Sugiyama (ef – A tale of memories e ef – A tale of melodies), que consegue transmitir com excelência o sentimento dos personagens em cada cena e que a princípio não parece tão bom embora não desagrade, mas visivelmente melhora a medida que a série se segue.  Os cenários são outro destaque a parte e são muito bem elaborados usando tons de cores que destacam o necessário no ambiente e levam a atenção do espectador para o ponto onde a cena realmente está acontecendo, ou seja, levando o espectador ao foco principal escolhido pelo diretor em cada quadro. Esse cuidado com os cenários já é uma marca registrada do estúdio Shaft e de sua equipe. Quanto a animação, a série se utiliza de muitos recursos visuais que a princípio parecem ser usados para esconder a fraca animação, mas que no final das contas serve para realçar o sentimento dos personagens e o que cada cena quer transmitir, deixando a animação para ser utilizada com mais precisão nas cenas em que se faz necessária, economizando quadros e tornando o conjunto algo realmente bonito de se ver.

Um destaque a parte é a trilha sonora da série que esteve a cargo de Yokohama Masaru (KimiKiss Pure Rouge, Queen’s Blade e Freezing) que surpreende e envolve a cada cena e torna a obra mais completa. As aberturas e encerramentos são outras obras de artes bem peculiares e as músicas são extremamente divertidas e interessantes. Destaco a abertura da primeira temporada e a da segunda temporada, respectivamente “Venus to Jesus”  e “Cosmo vs Aliens”, ambas interpretadas por Etsuko Yakushimaru.

A dublagem é surpreendentemente boa. Não se identifica nenhuma falha em nenhum ponto da dublagem e não há um personagem que não seja bem dublado, ou melhor, que os dubladores não respeite  as personalidades peculiares de cada um. A atuação dos dubladores realmente impressiona. E apesar de haver muitos dubladores bons, destacarei apenas dois, os dubladores dos personagens principais o Riku (Abreviação de Recruta) e da Nino, respectivamente Hiroshi Kamiya (Takemoto Yuuta em Honey & Clover e Shinji Matou em Fate Stay Night) e Maaya Sakamoto (Akashi de Youjan Shinwa Takei, Pandora em Saint Seiya e Shiki Ryougi em Kara no Kyoukai).

Opinando

Arakawa não só foi uma das melhores séries de 2010 na minha opinião, como é uma das melhores séries de comédia que já vi. Além disso, ela emociona e ainda trata de um assunto bem peculiar, a aceitação das diferenças de cada um, o que pode ser estendido com algum esforço a se tratar de uma série contra qualquer tipo de racismo. Uma série bonita, divertida e emocionante, de longe em minha opinião, a melhor que o Shaft já fez e minhas expectativas para os materiais baseados em Arakawa que estão por vim são altíssimas e o desejo de ter o mangá em mãos também é grande. Apesar de ser uma série seinen e com algumas piadas regionais, eu indico Arakawa para todas as pessoas do mundo, é uma obra que deve ser apreciada com muito carinho e pelo máximo número de pessoas possível.

E o que vem por aí de Arakawa…

Neste momento ainda não foi confirmada uma terceira temporada do anime, apesar de que estou esperançoso quanto a isto, mas foi confirmado um Live Action, notícia que está deixando todos os fãs de Arakawa under the bridge se roendo de expectativa. Quanto ao mangá, ainda não foi confirmado nada sobre um possível final e ainda não foi publicado fora do japão, mas acredito que se não neste, no próximo ano a série deva dar as caras no ocidente. A primeira série de animação foi licenciada nos Estados Unidos e no Canadá pela Nis America. Infelizmente as chances desta série dar as caras no Brasil são praticamente inexistentes.

A animação de Arakawa já está deixando saudades! Esperemos o live action!

*Kappa – Figura do folclore japonês que vive em rios,  é verde, normalmente em bico de pato e tem um recipiente em forma de flor onde armazena água, o que é a fonte de místico pode. segundo as lendas ao mover a água acima de sua cabeça, pode esticar os membros. Também se fala que é um espírito protetor dos rios e que em geral não se relaciona bem com humanos.

Comentários em: "Arakawa under the bridge" (2)

  1. […] Texto sobre Arakawa no Anime Portfolio. […]

  2. já estamos em novembro e nada da terceira temporada
    que !@#$%¨&*()

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: