O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

Hanasaku Iroha


Um dia ela voltará para quele lugar! Eu acredito nisso!


“A chuva de lágrimas cai no caminho, tornando esta jornada bonita. No começo do dia dos suspiros, você me mostrou o sentimento que não pode ser transformado em palavras. Adapte-se seu Ignóbil!” 

Relatando…

Ohana Matsumae é uma jovem de 16 anos que vive com sua irresponsável mãe em Tokyo. Ela é uma garota despreocupada com o rumo que deve seguir na vida e que não tem nada em especial que goste de fazer, não que ela se importe com isto, mas quando sua mãe decidi ir embora com o namorado, Ohana se ver obrigada a deixar Tokyo e ir morar no interior  na pousada de sua avó, que nunca conhecera, e para piorar no dia anterior a sua viajem, seu único e melhor amigo, Koichi Tanemura, declara-se para ela, no entanto ela não sabe se o que sente por este é realmente amor e sem querer, ou sem saber ao certo, ela o dispensa.

Para Ohana morar em uma pousada no interior, e principalmente com onsens (fontes termais), parece bem interessante, porém ao chegar na pousada Kissuiso, a pousada de sua avó, ela encontra um realidade bem diferente do que imaginava. Para começar sua avó parece não gostar dela, pois teve uma briga no passado com sua mãe, que foi o que fez esta última deixar a terra natal e partir para Tokyo. Além disso, os demais empregados do lugar parecem não gostar de Ohana também e por fim, precisará trabalhar na pousada se quiser viver ali.

Apesar de todas as dificuldades Ohana decide encarar esta sua nova vida e para isso terá que mostrar que não é uma adolescente mesquinha e fútil. Será difícil se relacionar com as pessoas de Kissuiso. Cada uma dessas pessoas apresenta uma personalidade única e problemas que para estas são bem complicados. Ohana mostrará que pode ser muito mais do que pensam dela e ao mesmo tempo que ajudará Kissuiso a melhorar e que começará a se relacionar com as pessoas, ela vai mudar sua visão do mundo e entenderá melhor o que sente e o que quer.

Hanasaku Iroha é série com um premissa despretensiosa, uma história simples, com um roteiro bem linear e com personagens carismáticos, mas diferente do que pode-se pensar é bem mais que um drama adolescente, é uma história que fala sobre mudança, adaptação e crescimento pessoal.

Sobre a obra

Hanasaku Iroha é uma animação de abril de 2011 produzida pelo estúdio P.A Works (Canaan, True Tears e Angel Beats) e dirigida por Masahiro Ando (Canaan) e roteirizada por Mari Okada (Gosick, True Tears, Toradora e Kodomo no Jikan).

A história apresenta a jovem Ohana Matsumae tentando se adaptar a sua nova vida após sair de Tokyo e ir morar na pousada de sua avó que fica no interior. Apesar de Ohana ser a personagem principal, a série desenvolve todos os trabalhadores da pousada e a relação de Ohana com eles. Alem de sua avó, Ohana precisará se dar bem com sua colega de quarto que é uma aprendiz de cozinheira, com uma jovem muito tímida, que como Ohana trabalha de empregada na pousada, com seu tio que tem inveja de sua mãe, dentre outros.  O  roteiro mostra uma história que contém comédia, romance, drama, mas que se foca em passar um mensagem sobre mudança, adaptação e crescimento pessoal. Mari Okada consegue manter a história linear e bem exposta do início ao fim da série e tudo flui sem grandes viradas.

O caracter design deve agradar a todos, pois não é exagerado em momento algum, Kamani Sekiguchi (Canaan e True Tears) conseguiu através de seus desenhos apresentar características únicas em cada personagem que unidas ao roteiro os torna extremamente carismáticos e bem construídos.  A animação é acima da média e apesar de não ser uma série com cenas complicadas é possível perceber a qualidade do trabalho dos animadores. Um destaque a parte é arte dos cenários e a utilização de efeitos de luz que dão o clima certo a história. Destque especial para a pousada Kissuisso que extremamente bem desenhada e leva de fato o espectador a um cenário de uma pousada do período Taishou.

As músicas da série são em sua maioria animadas e mantém um perfeito equilíbrio com a animação, mas as músicas utilizadas nos momentos dramáticos  não deixam a desejar também em ponto algum.  As aberturas e encerramentos também combinam bastante e possuem um equilíbrio muito bem feito entre ritmo, letra e vídeo. Destaque para as aberturas “Hana no Iro” e “Omokage Warp” interpretadas pelo grupo nano.RIPE que são estreantes no mundo dos temas de Animações e que interpreta também uma boa parte dos encerramentos da série.

Quanto ao grupo de seiyuus (dubladores), estão todos de parabéns, pois o trabalho ficou excelente, não há vozes estranhas nem mal sincronizadas, os sentimentos são muito bem transmitidos e personalidade de cada personagem é muito bem apresentada. Destaque para as seiyuus de Ohana, Nako e Minko, o trio principal, respectivamente dubladas por Kanae Itou (Hinamori Amu em Shugo Chara e Elsie em Kami nomi zo shiru sekai), Aki Toyosaki (Yui Hirasawa em K-ON, Yoshino em Minami-Ke) e Chiaki Omigawa (P-Ko em Arakawa under the bridge e Maka Alban em Soul eater).

As pessoas que fazem Kissuiso tão especial.

Opinando

O que dizer de Iroha? É um anime que me deixou muito feliz sem precisar de uma grande virada, que fez me apaixonar pelos personagens sem precisar exagerar em clichês, que me fez ter a experiência de ver uma história bem construída e com uma mensagem séria sobre mudança, adaptação e crescimento pessoal, sem precisar me chocar ou me apresentar um sequencia de fatos destetáveis, ou seja, sem clima de sermão. Talvez nem todos vejam esta mensagem, mas ela está lá e está bem exposta. Claro existem outras mensagens sobre confiança, amizade e enfrentar seus medos, mas não é apenas isso. É interessante  que Iroha em ponto algum exagera em expor uma outra coisa para tentar divertir, ela diverte seguindo o mesmo ritmo do começo ao fim, então esperar que a série tenha uma virada para encaixar um história mais empolgante ou complicada não  vale a pena e se você não esperar isso, não vai se decepcionar,  pois a história é simples, tem seus momentos agitados e seus momentos calmos, mas acima de tudo tem um equilíbrio que não deixa a série fugir de sua premissa em nenhum ponto, mas de fato a premissa da série pode não agradar a alguns no princípio. Por fim, a quem recomendar Iroha? A todo mundo, apesar de que muitos não irão gostar, acho que quem puder deve sim dar uma chance a este anime.

Curiosidades

Hanasaku Iroha possui um mangá lançado em 2010 que inspira a animação e uma web comic lançado em julho de 2011, ambos escritos por Mari Okada a mesma roteirista da série de animação.  O mangá de 2010 possui até o momento apenas 2 volumes e é publicado na Gagan Joker uma revista shounen.

As jovens donzelas de Hanasaku Iroha

Comentários em: "Hanasaku Iroha" (3)

  1. sera que tera continuação?

  2. Eu gostaria, mas não tenho muitas esperanças quanto a isto.

  3. OTIMO não á outra palavra para descrever esse anime acabo de terminar de ver a serie e foi muitoo emocionante me prendeu completamente o melhor anime do gênero que já vi !
    gostaria muitoo mesmo que tivesse uma segunda temporada !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: