O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Olá a todos, finalmente depois de anos estou aqui para apresentá-los o terceiro texto sobre animações de esporte. Importante deixar claro que esse não será o último, pois muitas animações de esporte ainda estão para surgir e algumas já surgiram depois da primeira década deste século. Por exemplo, estou assistindo atualmente o anime Area no Kishi lançado neste ano de 2012, mas não falarei muito dele neste post pois o foco aqui são as séries lançadas na primeira década deste século. Falarei um pouco mais em um post futuro sobre o sucesso das série de esporte ao redor do mundo, sobre os filmes, mais sobre animes de jogos de tabuleiro, cartas e sorte, ou seja, ainda tem muito assunto sobre esse tema para rolar aqui no blog e daqui pra lá muito mais vai surgir. Então vou começar este post com um promessa para quem curtiu os outros dois e para quem gostar do assunto principal deste. Em 2016 farei o primeiro texto de uma nova trilogia  falando sobre as séries de esporte da primeira metade da década atual e sobre como anda as animações do gênero e até lá os textos citados anteriormente,  sobre animes de esporte pelo mundo, sobre animes de jogos de tabuleiro, cartas e sorte e sobre filmes  de animação de esporte, bem como outros textos sobre o assunto estarão no ar.

Agora vamos ao final da Trilogia que se iniciou em 2010 no texto publicado pela primeira vez no extinto Kotatsu Shinbun  e que continuou já aqui no Anime Portfolio com a publicação do primeiro texto, igual ao lançado no Kotatsu, mas com algumas leves correções e do gigantesco segundo texto lançado aqui e escrito numa madrugada bem proveitosa.

Parte 3: Game Set – Animações esportivas da primeira década do século 21

Apesar do texto se focar mais nas animações de esporte do século 21, ficou faltando no último texto falar de um anime do século 20 sem o qual esta trilogia ficaria incompleta e ele é Hajime no Ippo. Lançado em outubro de 2000 e com  o foco no boxe, conta a história de um estudante pobre que vivia sendo judiado, mas que se transformou  em um herói nacional ao virar um lutador de boxe.  O anime é baseado em um mangá famoso de George Morikawa inciado em 1990 que ainda está em publicação e que possui mais de 90 volumes lançados.

Começando agora o século 21, a primeira série de esporte do século se chamava Offside, um anime de futebol lançado em maio de 2001. Ainda 2001, mas em julho, sai Kinniku Banzuke: Kongou-kun no Daibouken, um anime infantil sobre artes marciais mistas. E ainda em julho Kinnikuman II Sei, outro anime sobre artes marciais mistas, como uma temática mais adolescente e que chegou ao brasil com o título de Músculo Total. Já em outubro de 2001 sai uma das séries de esportes mais famosas da atualidade, o aclamado e também criticado Tennis no Ojisama, ou Prince of Tennis.  A série traz um grupo de tenistas com designer Bishounen (Homem bonito na concepção feminina) que atraiu muito o público feminino, também com supostos poderes durante as disputas dignos de shounen de batalha e ainda com uma pegada cômica. Apesar do sucesso da série dentre um grande público, há uma crítica grande sobre a forma com os personagens  se relacionam, além de outros elementos. Para finalizar o ano de 2001, foi lançado também outra animação que virou um sucesso mundial e chegou também ao Brasil, Captain Tsubasa Road to 2002, mais uma continuação de Captain Tsubasa que conta a caminhada dos jovens da seleção sub 20 do Japão, quando se profissionalizam e passam a integrar a seleção principal do país na copa do mundo de 2002 sediada pela Coréia do Sul e pelo Japão.

Em setembro de 2002 sai mais uma animação de futebol de sucesso mundial, Hungry Heart, dessa vez o foco era no futebol colegial.  Em outubro de 2004, quase dois anos depois de Hungry Heart, sai Ring ni Kakero, uma animação de boxe baseada no mangá homônimo de Masami Kurumada, o autor de Saint Seiya, mas 2004 é marcado para os fãs de animações de esporte como início de um sextologia de extremo sucesso, pois é quando sai a primeira animação de Major, a mais famosa obra de anime e mangá com temática baseball deste século. A história se foca em um personagem principal de nome Honda Goro que perde o pai antes de completar 10 anos devida uma partida de baseball em que seu pai foi acertado na cabeça por uma bola lançada a 160km por hora.  Goro e Joe Gibson, o homem que arremessou a bola no pai de Goro, se tornaram rivais que se encontraram diversas vezes, uma rivalidade que acompanha Goro por toda a sua vida e que foi importante para torná-lo uma grande estrela da Major League, a principal Liga norte americana de baseball. Além disso, é importante dizer que a rivalidade não será encarada como vingança por Goro, mas como meta de vida e é possível acompanhar todo esse crescimento de Goro, desde criança até a vida adulta, como estrela de baseball e pai de família durante 6 séries de animação que marcaram a década.

Em fevereiro de 2005 sai a animação de basquete, Buzeer Beater, baseada em um mangá homônimo de sucesso que chegou a ganhar também um série em live action. Em abril do mesmo ano sai o mais famoso anime de futebol americano que se conhece, o emblemático Eyeshield 21, ainda neste ano sai em outubro a animação de corrida de carros Capeta que é muito elogiada pela crítica e por público, apesar de não ser muito conhecida fora do Japão. E por último, em dezembro de 2005 sai a continuação de Major.  Em janeiro de 2006 sai a última animação de Kinnikuman, Kinnikuman II Sei: Ultimate Muscle 2, e ainda em janeiro também sai a sequência do anime de baseball, Play Ball 2. No ano de 2007, em janeiro sai a 3ª série de Major, já em abril é o mês de estréia de Overdrive, uma série de ciclismo com bastante potencial, mas que durou apenas uma temporada. Neste mesmo mês sai a primeira temporada de Ookiku Furikabutte, uma série baseada em um famoso mangá de baseball. Por último em julho de 2007 sai Kenkoo Zenrakei Suieibu Umishou, um anime que mista comédia e esporte, sendo este a natação.

O ano de 2008 começa para os fãs de animes de esporte com o lançamento em janeiro da 4ª temporada de Major e em outubro sai Inazuma Eleven, que é conhecido no Brasil como Super 11, um anime infantil, baseado em um jogo que mista futebol e super poderes. Janeiro do 2009 é o mês de estréia da 5ª temporada de Major e ainda nesse mês saiu Hajime no Ippo: The Fighting – New Challenger, única continuação até o momento de uma das mais famosas séries de boxe já criadas. Em abril de 2009 estréia Basquash!, um anime curioso que mista Basquete com Robôs.

Daí então o resto da década para esportes passa a se focar apenas em baseball, o esporte preferido dos japoneses, com a saída de 5 séries de baseball, cada uma com sua particularidade, e apenas uma série de outro esporte, o futebol. Ainda em abril de 2009 sai o fantástico One Outs, que mista baseball e jogos de azar, tendo um protagonista forte com jeito de anti-herói. Outra série fantástica de baseball que sai em abril de 2009 é Cross Game, baseada em um mangá de Mitsuru Adachi, o mesmo criador de Touch e H2. Apesar de uma única série na década, esta série mostra a genialidade de Adachi, sendo para alguns melhor que as duas obras citadas anteriormente, se tornando mais um anime icônico baseado na obra deste grande autor. Para terminar 2009, em julho sai Taishou Yakyuu Musume, uma anime de baseball (Yakyuu signfica baseball) ambientado no período Taishou (período de 30 de julho de 1912 a 25 de dezembro de 1926), com foco em um grupo de jovens mulheres que aprendem a jogar baseball para disputar com times masculinos. Na época, não era comum, nem bem visto, garotas jogarem baseball, sendo esse preconceito algo que deixou o anime ainda mais interessante.

O último ano da década (2010), trouxe-nos em abril a última série de Major e a continuação de Ookiku Furikabutte, Ookiku Furikabutte : Natsu no Taikai Hen, mas para finalizar a década, ainda em abril sai uma das mais críveis e bem elaboradas séries de futebol de todos os tempos, Giant Killing. Giant Killing tem como protagonista o ex-jogador e agora técnico, Tatsumi Takeshi, que é conhecido como o matador de gigantes e que é contratado pelo time que lhe consagrou como jogador e que ele supostamente abandonara, o East Tokyo United (ETU). Seu objetivo é resgatar a moral e fazer do time o campeão japonês.

Com isso termino a trilogia de postagens sobre séries de animação de esporte, mas como já dito, mais textos sobre o tema virão, então termina-se um jogo, mas podem ter certeza que a história das animações de esporte no Anime Portfolio vai continuar.

Assim sendo é com orgulho que retruco:

Game Set!

Comentários em: "O anime nos esportes – Parte 3" (4)

  1. lolol disse:

    Ótimo texto! como sempre! =)…mas ta cheio de spoilers a parte que vc fala a sinopse de Major! kkkkk ainda bem que eu já vi

  2. Muito bom, me interessei pelo o de baseball feminino. Sou um dos que esperam uma segunda temporada de Giant Killing, é espetacular!

  3. […] Animecote Artigo sobre animes de esportes  Chunan Um anime por […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: