O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Olá a todos! Como estão? Faz pouco mais de duas semanas e eu já imaginando se alguém sentiria saudades da coluna (Petulante eu?)… Deixando isso de lado, essa semana vou lhes apresentar um texto cuja ideia surgiu ao escutar um podcast sobre as sondas enviadas ao espaço, claro que isto tudo devido a recente chegada da sonda Curiosity a Marte. Dessa vez volto a falar de animes tendo espaço como tema, mas deixando de lado as space operas e indo para aquelas séries sobre pessoas que foram a diante e se tornaram astronautas ou que estão se empenhando para isso. Se alguma vez você pensou em desbravar o espaço e conhecer mais sobre a fronteira final, pegue sua toalha, lembre-se da resposta e acompanhe mais um texto desta coluna.

Curioso estamos todos…

Há algumas horas de quando escrevo este texto um dos homens mais importantes da história moderna faleceu, Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na lua (ainda que muitos contestem este fato), sua frase ao pisar pela primeira vez em solo lunar “É um pequeno passo para o homem e um gigante passo para humanidade” se tornou célebre e seu exemplo fez muitos jovens sonharem em se tornar astronautas, por um acaso do destino o dia em que lanço este texto atrasado é este triste dia em que perdemos um dos mais famosos homens a se aventurar  no espaço.  Após o fim da segunda grande guerra, com o início da guerra fria veio também a corrida espacial, o mundo voltou sua atenção para o espaço e com o primeiro passo no solo lunar dado por Armstrong em 16 de junho 1969, tivemos certeza que um dia poderíamos ir além do nosso pequeno planeta, para lugares nunca antes imaginados, e quem, dos que presenciaram este momento e das gerações seguintes a ele, nunca pensou como seria ir ao espaço?

O primeiro passo é sempre o mais difícil…

Considerado um dos melhores filmes do ano de 1987, e aclamado como uma das mais importantes animações já criadas Royal Space Force: The Wings of Honnêamise do estúdio Gainax é até hoje uma das animações mais lembradas quando se fala em corrida espacial e astronautas. Neste filme acompanhamos a história de um homem desmotivado que acabou fazendo parte do programa espacial e mesmo com grandes chances de morrer se tornou um astronauta, mas do que isso, se tonou o primeiro astronauta a conseguir orbitar o planeta. O filme apresenta um mundo fictício, extremamente similar ao nosso, em meio a uma guerra fria e numa corrida espacial tal como no nosso planeta. Duas grandes nações travam uma disputa que causou a morte de muitos, mas que provaria a todos que é possível ir além do mundo que conhecemos… Aclamado por muitos, se tornou o principal filme do estúdio Gainax e influenciou muitos trabalhos futuros e embora o projeto de sua sequencia tenha sido um fracasso, este filme, tal como Akira, é considerado uma das animações japonesas que fizeram os ocidentais passarem a tratar os animes como algo além de apenas desenho animado para crianças.

Que motivação é preciso para se tornar um astronauta?

Misturando ficção científica e um pouco de fenômenos sobrenaturais, Twin Spica é uma série que apresenta um grupo de estudantes que quer se tornar astronautas. O foco fica na jovem Asumi, uma garota que perdeu sua mãe em um terrível acidente relacionado a um foguete e que vive com seu pai, um projetista de foguetes, que estava relacionado ao foguete do acidente citado. Depois da morte de sua mãe, Asumi também conheceu o senhor Leão, um jovem que também morrera no acidente, este fantasma passa então a ser um grande amigo de Asumi.

Embora a história tenha um enfoque nas relações de Asumi e  em sua vida escolar, o que liga a história e que é o grande pano de fundo é o sonho de se tornar um(a) astronauta, que não apenas a protagonista, mas que muitos de seus amigos tem. Embora o mangá nunca tenha aparecido por aqui, a sua adaptação animada chegou a ser exibida aqui no Brasil no canal Animax, mas não teve muito sucesso.

Um novo horizonte a ser alcançado…

Moonlight Mile conta a história de dois Alpinistas que decidem se tornar astronautas depois de subir ao topo do Everest e de lá verem uma estação espacial que estava orbitando a terra. O monte Everest possui 8848,43 metros de altura. É a maior montanha do planeta terra, o ponto mais alto do nosso planeta está 8 quilômetros acima do mar, já a Estação Espacial Internacional (ISS, International Space Station) se encontra a uma altura entre 340 e 353 quilômetros. Perto desta altura, o Monte Everest não passa de um montinho de areia. Pense agora na distância da terra a Lua ou a Marte, o planeta mais próximo do nosso, que quando está mais perto de nós (A distância varia com o tempo em relação a órbita que ambos fazem em torno do Sol)  se encontra a aproximadamente 60 milhões de quilômetros de distância.

Moonlight Mile apresenta também algumas das muitas dificuldades que tem que ser traspostas para alcançar o sonho de ir ao a espaço. Seguir com estes dois personagens em sua busca pelo espaço é uma forma de o espectador ou leitor se sentir também um pouco mais perto de descobrir como é ir até a fronteira final.

O irmão mais velho tem sempre que está a frente do irmão mais novo…

Este ano, muitos, incluindo eu, tivemos a oportunidade de conhecer uma obra que já vem sendo produzida em mangá desde de 2008, mas que alcançou maior visibilidade no começo de 2012 com a vinda de sua adaptação animada, trata-se de Uchuu Kyoudai. Em Uchuu Kyoudai acompanhamos a história de dois irmãos que decidiram se tornar astronautas ainda quando crianças, porém quando adultos, no ano de 2025, ano em que a história se passa, a situação é um pouco diferente que o esperado por eles. Enquanto que o irmão mais novo se tornou um astronauta que está prestes a ir ao espaço para cumprir uma missão muito importante, o irmão mais velho e nosso protagonista, é um conceituado design de veículos, que por um ato impensado foi demitido de seu emprego. Surge então a oportunidade deste seguir seu sonho de criança e se tornar também um astronauta.

Tendo uma parceria com a própria NASA (a agência espacial Americana), a série apresenta não apenas a história dos irmão citados, mas de várias pessoas que visam se tornar astronautas e tem um um enfoque bastante realista em como é o processo para se tornar um astronauta e como os astronautas agem, além das dificuldades e os perigos desta profissão.

Você já quis alguma vez ir ao espaço? O que faria se pudesse ir até a fronteira final? Como se sentiria se um dia pudesse pisar no solo lunar? Eu gostaria que minha geração pudesse presenciar o evento de um homem povoando um satélite ou um planeta diferente do nosso. Como todo nerd e fã de ficção científica, sou apaixonado por histórias espaciais, cresci assistindo space operas como Uchuu Senkan Yamato (Patrulha Estelar) e Star Wars, embora não seja fã destas, conheço séries como Star Trek Nova Geração, Star Gate e Battlestar Galactica, sou fã de ficções como Alien e Vingador do Futuro (O dos anos 90). Adoro o filme Contato e até mesmo já tive muitos dos meu dias embalados pelo tema do filme Armageddon do grupo Aerosmith. O título desta coluna é referência a série de livros de ficção espacial “Mochileiro das Galáxias”. E embora não pense em ser astronauta, as descobertas sobre o espaço são alguns dos assuntos que mais gosto. E você o que acha do assunto?

Para finalizar mais esta edição da coluna “A resposta é 42”, peço a todos que façam um minuto de silêncio em homenagem a Neil Armstrong, por tudo que ele representou, embora muitos não acreditem que ele foi mesmo a lua, o acontecimento, verdadeiro ou não, inspira ainda hoje muitos a seguirem com seu sonho de se tornar astronauta. Por isto, mesmo que originalmente não tenha sido pensado para tal, este texto é dedicado à memória de Neil Armstrong.

Em memória de Neil Armstrong

Tendo tudo isso dito, fico por aqui e volto com esta coluna semana que vem, até mais! E mais uma coisa, adianto o evento de outubro do Clube do Anime, a palestra mensal que realizamos na Saraiva Megastore, em Fortaleza, será sobre animes espaciais.

Anúncios

Comentários em: "A resposta é 42: Quem quer ser um astronauta?" (2)

  1. Escritora disse:

    Como sempre, um post muito interessante e curioso, como manda o figurino. Acho que quase todo mundo sonha em estar no espaço, saber se existe outros mundos que lembram o nosso planeta ou vida fora da Terra. E isso é um prato cheio para a ficção científica, que gosta de usar isso como pano de fundo: me lembro do 2° episódio do “Doctor Who”, na fase atual, de 2005, quando o Doutor leva a Rose pra ver o fim da Terra e ela fica apreensiva em ver o que era o seu mundo ser destruído, sem mais, sem menos e as raças que se originaram dos seres humanos.
    Aliás, recomendo muito esta série, já que curte ficção científica, pois é muito boa e vale a pena conferir: atualmente, estão reprisando a 3ª temporada da fase atual, na TV Cultura, às 19:30 horas. Se não quiser dublado, dá pra achar legendada pela net.

    Voltando ao tema dos astronautas, me lembro de ter visto isso – tá certo que foi pouco comentado,mas, era o sonho do protagonista – em “Argento Soma”, antes dos fatos o tornarem um personagem frio e calculista, o protagonista era um cara sonhador e estudava em uma faculdade que tratava dos temas espaciais e o futuro do programa espacial. O tema de encerrramento do anime e o final tinham esta pegada espacial. É um anime similar ao “Evangelion”,mas, sem aquelas polêmicas e o final sem final que o outro possui, muito bom.

    Tenho escrito histórias de ficção científica, claro que sem o contexto propriamente dito, mas, tem uma que acho interessante, que mostra um grupo de alienígenas que formam um Centro de União e parte deles são alienígenas que tiveram seus mundos destruídos ou não eram aceitos pelo que eram, que encontraram no Centro de União da Terra, um novo lar. Mais ou menos assim…

    Continue com o post “A resposta é 42…”, que aliás, gosto muito de ler e de opinar, dentro do possível.

    • Obrigado por mais este comentário!

      Não sou um fã de carteirinha, mas conheço sim Doctor Who e me lembro bem deste episódio que citou. Quanto a Argento Soma, muito válido o exemplo, embora eu não goste muito dessa série.
      Gostaria de ler estas histórias que escreve, você as publica em algum site ou blog?

      Até mais e pode deixar que a coluna irá continuar por muito tempo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: