O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Apesar do assunto ser o mais polêmico dentre os abordado nas quatro partes, tentarei fazer um texto o mais sucinto possível, porque não é intenção destes posts tratar diretamente da pirataria ou dos fansubs, aliás sobre esse último assunto, muito se foi falado na edição 10 do Yopinando Podcast, assim sendo, caso queira uma análise mais elaborada sobre os fansubs de anime no Brasil, peço que escute o podcast citado.

Fansubs

Imagem escolhida aleatoriamente para não expor um fansub específico e porque não consegui achar nem um anime novo com os dizeres de “Fã para fã” inclusos na legenda.

Com relação a influência que fansubs causam no mercado de Home Video, podemos citar três pontos principais, a variedade de séries disponíveis, a facilidade de acesso a material original e a qualidade superior que alguns fansubs oferecem em relação ao material lançado oficialmente.

Tratando primeiramente da variedade, é fácil notar que o mercado nacional está muito aquém neste quesito e por vezes a comparação feita entre a variedade de obras legendadas por fansubs e a de obras oficialmente licenciadas é quase que covarde. O que torna o fansub um meio mais atrativo para se obter material, aliás, o fansub nasceu com a finalidade de suprir os fãs que era (é) impossibilitado de conseguir a animação em sua língua mãe por simplesmente ela não ter sido oficialmente lançada. Em termos mais simples, ao mesmo tempo que você pode obter quase todos os animes lançados no Japão através de fansub, você tem um número medíocre de animes lançados oficialmente no brasil. Importante citar que em geral obras muito grandes são licenciadas em pacotes de episódios, ou seja, até mesmo obras como Naruto ou One Piece que chegaram a ser licenciadas no Brasil tem uma quantidade de episódios licenciados muito inferior ao total de episódios já lançados, sendo que todos estes episódios são acessíveis através de fansubs.

Com relação a facilidade de acesso ao material, dado o fato que o fansub tem como meta fornecer estes animes na língua materna dos fãs que irão obter o material daquele fansub e que o material é fornecido de maneira totalmente gratuita, além de ser disponibilizado através da internet que é um meio acessível a praticamente qualquer pessoa hoje em dia (mesmo que se utilize lanhouse). Fácil perceber que conseguir o material a partir de fanubs é muito mais simples que conseguir o material disponível em Home Video e com um adendo, diferente das mídias de Home Video disponíveis para venda ou locação, aquele anime disponível pelo fansub não se esgotará. Nesse ponto é importante citar que o sites que disponibilizam animes, mas que não são fansubs, entram apenas como disponibilizadores de anime e não podemos garantir que a ausência deles causaria uma vital mudança na facilidade de obtenção de material legendado, dado o fato que fansub oferece seu material sem intervenção de outros grupos, logo eles estão sendo desconsiderados da análise.

Por último um aspecto que é uma das maiores críticas feitas hoje por fãs que realmente compram Home Video de anime, o fato de que por vezes o material disponibilizados por fansubs tem uma qualidade superior ao do disponibilizado oficialmente em Home Video. Com relação a isso é importante citar, que não é algo que ocorre com a frequência informada por alguns fãs mais fervorosos, porém é fato de que além dos extras, que muitas vezes não estão disponíveis nos Home Videos nacionais, mas que são legendados por fansubs, hoje em dia não se pode dizer que a qualidade do material lançado por fansub é inferior ao material original no quesito imagem e as vezes nem mesmo no quesito qualidade de tradução. Restando então para o material  fornecido por Home Video, apenas por vezes a adição da dublagem na língua local, que em muitos casos é criticada e até desprezada por alguns fãs. Por último também deve-se citar que muitos materiais disponíveis em Home Video apresentam censura o que não ocorre com o material disponível pelos fansubs.

Fácil perceber, que fora o interesse por colecionar o material original, não há aparentemente vantagem em obter material de Home Video legal em detrimento de obter o mesmo material de fansubs. Importante citar que a maior proximidade de fansubs com atividade ilegal, se dar na distribuição da mídia original feito por aqueles que tem acesso ao mesmo no Japão, pois a lei Brasileira deixa claro que a distribuição sem fins lucrativos direto ou indireto não é ilegal. No entanto a obtenção do material original (O anime em japonês sem legenda) vem de fontes ilegais, o que torna o processo ilegal, em outras palavras, aparentemente a legenda fornecida não é ilegal, mas o conjunto legenda mais anime original o é. Mais informações quanto a código penal e quanto a distribuição via internet de vídeo pode ser obtida na cartilha criada pela UBV (União Brasileira de Vídeo), que pode ser acessada clicando aqui.

DVD Pirata

Imagem escolhida aleatoriamente para não expor nem um grupo que vende dvds de anime de forma ilegal no país.

Com relação a venda ou aluguel de dvds de anime não licenciados, existe apenas um aspecto positivo a favor disto, o baixo valor em comparação ao do Home Video legalizado, porém a atividade de venda de dvd, diferente do fansub em nenhum momento existe graças a intenção de se disponibilizar um material não licenciado no país. Esta atividade é plenamente ilegal, pois tem fim lucrativo, algo totalmente contrário ao objetivo dos fansubs e completamente contra a lei de propriedade legal de uma obra.

Em geral dvds piratas tem uma qualidade inferior ao do dvd original, porém isso nem sempre acontece, já que muito do material original que nos é oferecido não tem grande qualidade (felizmente hoje em dia isto vem mudando), além disso, não é incomum os dvds piratas terem alguns extras, coisa que muitas vezes o dvd nacional não tem. E por fim os dvds piratas tem quase sempre mais material disponível que o original. Em geral um dvd de vídeo comum comporta de 10 a 13 episódios em qualidade aceitável e acima de 6 em alta qualidade, enquanto que o dvd fornecido oficialmente tem em média de 3 a 5 episódios em alta qualidade.

Deixo claro que o Anime Portfolio é completamente contra a venda, compra ou aluguel de dvds piratas por 3 motivos. Primeiro é pelo material ser totalmente ilegal. Segundo é porque ele fere a iniciativa de fãs disponibilizando material para fãs que não tem como acompanhar aquele anime por vias legais, que é a premissa básica dos fansubs (ainda que haja fansubs que também ferem esta premissa e utilizam seu trabalho de forma a conseguir lucro de maneira indireta). Por último, a pirataria afeta de forma drástica o mercados legal de animes no país, ainda que ela não sejam os única culpada do mercado legal ser tão pequeno, mas sem dúvida é um dos principais fatores que vão contra a melhora deste mercado.

Uma pequena análise sobre os aspectos tratados neste texto

Bem como no primeiro texto, faço uma pré analise, que será mais detalhada no texto final sobre o real impacto dos assuntos tratados nesta postagem. Sendo bem sucinto, tanto a obtenção de animes através de fansubs quanto de dvds piratas é bastante convidativa em relação a obtenção de Home videos oficiais, porém o material disponibilizado pelo fansub afeta mais o grande público que não se importa em obter um material para colecionador, apenas em obter o anime de forma fácil, algo que acredito eu, poderia ser combatido com o aumento de material oficial em emissoras de tv, ou até mesmo através do fornecimento de animes em um serviço de stream (como verão na próxima postagem, em alguns países o stream já é uma opção que está, tomada as devidas proporções, vencendo a pirataria) não muito caros, como o Netflix e como deverá ser o caso do Crunchyroll daqui a um tempo. Já no caso da comercialização de dvd pirata, é uma atividade completamente danosa para o mercado que na opinião desde humilde blogueiro, deveria ser abolida.

O texto ficou um pouco mais longo que o pretendido, porém ainda está bem sucinto, já que a discussão dos dois assuntos aqui tratados é bem mais complicada do que apenas o apresentado e merece um destaque mais especial, que não será retratado nestes textos, já que nenhum dos temas é de fato o assunto principal destas postagens. Peço que me perdoe se pareci um pouco mais incisivo em falar negativamente de um ou outro assunto. Por fim, sugiro o acesso ao site da UBV para os interessados em saber mais sobre o mercado de Home Video, sobre como a pirataria afeta o mesmo e atitudes que estão sendo tomadas para enfraquecê-la. Até semana que vem!

 

Anúncios

Comentários em: "Análise do mercado nacional de anime em Home Video – Parte 2 – A influência dos fansubs e da venda de dvds piratas de anime" (2)

  1. Escritora disse:

    Muito bem, vamos começar: não vou comentar a respeito da 1ª parte do post, porque não costumo acompanhar os lançamentos em vídeo de animes e longas no Brasil. A respeito deste segundo, posso dar minhas considerações.

    A respeito dos fansubs, o trabalho deles é algo que gera amor e ódio ao mesmo tempo: quando pegamos animes, filmes e seriados legendados, em geral, a legenda é bastante simples e tenta pegar o máximo que a tradução pode pegar da linguagem original; por outro lado, dá pra saber se o trabalho de legendagem está sendo bem-feito ou não.
    Vejo a atuação dos fansubs como uma faca de dois gumes: se de um lado vemos fansubs que tratam de suas legendagens com todo o carinho e atenção que merecem, por outro lado, nem todos os trabalhos de um fansub conseguem dar a devida atenção ao que está sendo legendado.

    Outro fator e este foi tema de um blog, o Another Warehouse, foi a questão de legendagem de animes antigos: o que vejo costuma me constranger e chiar demais do tratamento destas animações nas mãos dos fansubs brasileiros. A maioria deles legendam estas séries em passos de tartaruga, ou seja, parecem muito desmotivados em continuar legendando esta ou aquela série. E olha que a maioria dos animes que legendam são animações curtas e já finalizadas. Fora do Brasil, a situação é mais favorável, onde dá pra achar estas séries com mais facilidade ou não, dependendo do anime legendado.

    Exemplo de anime que assisto e gosto muito do tratamento que tem recebido tem sido “Detective Conan”: no Brasil, faz dois anos que esta série tem sido legendada e a forma que o fansub tem feito é muito boa. Mesmo tendo mais de 600 episódios e de um outro fansub tá legendando a partir do ep 600 em diante, pra dar uma ajudinha ao que tem legendado desde o começo, é realmente um desafio, principalmente que ambos tem tido a questão de legendar com cuidado a animação. Não cheguei a ver a legendagem do outro fansub,mas, o do primeiro é muito bem-feita. O que falta é mais divulgação e reencodagem do anime: é que com o fechamento do MegaUpload e dos links que acabam sendo deletados em pouco tempo, apenas dois sites tem o anime propriamente dito.

    O AnimeHouse tem os episódios em RMBV, de ambos os fansubs e o Anbient, que tem dos episódios 121 em diante, no formato MKV: os demais, infelizmente, os que tinham até a 4ª temporada completas estão com os links quebrados e nem estão pensando em reupar a animação. Uma pena…

    A respeito da pirataria de animes, isso não é mesmo muito bom. Afinal, porque comercializar isso, se os fansubs não tem tratado de legendar animes para o uso doméstico? Acho que nem se importam com direitos autorais ou se está sendo legendado. Espero que esta situação tenha um final.

    Bem, é isso aí e ótimos posts sobre este tema. Continue assim!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: