O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Olá caros leitores do AP! Já faz um tempo que não faço uma resenha sobre mangá e por hora vai continuar assim (quem sabe semana que vem?), mas como comprei recentemente os dois primeiros mangás lançados pela Nova Sampa nesta nova fase com o Marcelo Del Greco, decidi revelar minhas primeiras impressões de um mangá que gostei bastante. Kyou Kara Hitman. Ele me lembra um pouco as séries de máfia e assassinos que comecei acompanhar com o excelente Sanctuary (infelizmente cancelado pela Conrad) e o sombrio MPD Psycho (a anos na geladeira da Panini, ou seja, anos sem novos volumes lançados), por isso fiquei bastante empolgado. É uma obra realmente bacana e dar pra entender porque continua sendo publicada desde 2005, mas vamos as impressões da série propriamente ditas.

Relatando

Assassino, a partir de hoje!

Tokichi Inaba é um talentoso representante de vendas de 34 anos, que trabalha em uma empresa de produtos alimentícios. Casado a menos de meio ano, seu grande objetivo é se tornar o melhor vendedor da empresa, mas de repente sua vida muda por completo quando ao voltar de um encontro com um cliente, acaba atropelando no meio da estrada um bandido que havia levado um tiro e ao parar acaba presenciando a briga entre um famoso assassino e um outro bandido que trabalhava com o homem que Tokichi atropelou.

O assassino acaba por vencer a briga, mas leva um tiro que atravessa seu fígado, na mente dele resta apenas o desejo de cumprir sua missão e salvar sua namorada que está na mão dos bandidos e para tal ele vai usar o pobre vendedor que está a sua frente, apavorado. Conhecido como o famoso “Magnum Duplo”, o assassino força Toshiki a lhe ajudar e ao caminho do covil dos bandidos ele informa as regras de um bom assassino para o pobre vendedor, mesmo que esse não intenda o porquê. Eis que “Magnum Duplo”, prevendo sua morte encomenda um serviço para a organização criminosa em que trabalha. Em troca de todo seu dinheiro, ele solicita que Toshiki Inaba e sua família sejam assassinados se o seu alvo não estiver morto em seis horas e se sua namorada não estiver livre.  Dito isso ele acaba morrendo. Agora Tochiki só tem uma escolha, se tornar o novo “Magnum Duplo”, cumprir a missão de seu antecessor e salvar a donzela em perigo….

Sobre a obra

Criado por Hiroshi Mutou em 2005, atualmente com 24 volumes, e publicado na revista Manga Goraku, Kyou Kara Hitman conta uma história de um vendedor que se torna um assassino famoso por acaso e enquanto tenta se livrar de sua vida de assassino e resistir a beleza de sua contratante, tem que manter seu cargo de bom vendedor e satisfazer as necessidades de sua esposa. Em resumo uma história sobre a vida comum de um assalariado, só que não!

A arte da obra lembra mangás seinen sobre assassinos e mafiosos ao mesmo tempo que se destaca como sendo algo diferente. Com um jeito mais rústico e ao mesmo tempo mais detalhado, ela se mescla bem a trama pesada e ao mesmo tempo bem humorada que segue a obra. Um destaque interessante na arte e no roteiro é o realismo relacionado as armas que é prova de um estudo importante feito pelo autor, para que a obra se tornasse mais próxima a realidade, além disso, os cenários são elaborado de um forma que o leitor se sinta lendo uma história real que se passa em meio ao submundo, sem falar que fica claro a inspiração em diversos filmes sobre assassinos profissionais e o submundo da máfia.

Quanto a edição nacional da Nova Sampa, o papel não tem a melhor qualidade, mas felizmente não é transparente. A impressão também não é das melhores, mas nada que algum tempo de leitura não o deixe acostumado. Já quanto a tradução e adaptação, está claro que há erros e que alguns poderão chiar por certas gírias, mas ainda assim não acho que ela esteja ruim. Na verdade tanto as gírias utilizadas, quanto algumas adaptações me pareceram bastante interessantes, porém há erros visíveis, mas que não incomodarão o leitor casual. Em resumo a edição nacional não é das melhores, mas para quem gosta de histórias de assassinos, máfia e submundo, bem como mangás mais sérios, vale a compra, lembrando que a censura é 18 e com sentido para tal.

Opinião

Já deixei transparecer minha opinião nos textos acima, mas realmente me divertir bastante com essa obra, embora estivesse com a expectativa baixa depois de ler o fraco Yakuza Girl da mesma editora. Não exagero em dizer que esse foi um dos primeiros volumes de mangás mais interessantes que li nos  últimos tempos, isso provavelmente por que me sentia meio órfão de quadrinhos assim, mas também porque  a história realmente é muito divertida. Para as pessoas acostumadas com shounen, a obra vai causar bastante estranheza no primeiro momento, mas para os já acostumados a histórias de assassinos e mafiosos, vão achar aqui um prato cheio, tanto pelo lado sombrio da história, quanto pelo lado cômico. E com um destaque especial para o protagonista que  consegue ser ao mesmo tempo um vendedor medroso, porém muito astuto, e um assassino “medroso”, mas muito inteligente. Apesar da edição nacional não ser das melhores, em minha opinião a obra vale muito ser acompanhada.

Curiosidade

Em setembro de 2009 Kyou Kara Hitman ganhou uma adaptação para os cinemas japoneses, com a direção de Kenji Yokoi e com o roteiro de Masayoshi Azuma, com ajuda prórpio autor do mangá, Hiroshi Mutou.

Anúncios

Comentários em: "Primeiras impressões: Kyou Kara Hitman" (4)

  1. HeverGM disse:

    Mal lhe pergunte… sei que não tem nada a ver com o post, mas:

    Por que não tem nenhum protagonista interessante na enquete ali do lado?

    Tah dificil de votar hein, pois nenhum deles merece o destque de “melhor” deste ano…
    :-/

    • Qual seria um protagonista interessante? Eu tentei pegar de séries que aparentemente fizeram muito sucesso, não posso dar certeza… por isso eu explico que é dentre aqueles protagonistas… Pra mim por exemplo, o melhor protagonista do ano é o Mutta Namba de Uchuu Kyoudai, mas infelizmente a série por aqui não aprece ter atraído muitos fãs… de qualquer jeito eu posso fazer uma versão 2 no futuro… Qual personagens você sugere para esta? Por fim, obrigado pelo comentário, mesmo que não tendo haver com a postagem. Mas e aí se interessou por Kyou Kara Hitman?

      • HeverGM disse:

        Ai é que está…
        Mutta de Uchuu Kyoudai seria melhor que alguns dali, ou Oreki de Hyokua (um dos meus animes favoritos deste ano).
        Kiritsugu de Fate/Zero também faz parte deste ano, inclusive seu “Gaiden” foi exibido neste periodo.

        Mas o que me deixou mais intrigado foram as presenças de Nishimi (o anime pode ter tido seu bom destaque, mas com um protagonismo em “grupo”) e Arita… principalmente o chato do Arita!!! (ele pode ter dado uma leve melhorada no segundo arco, mas nem assim deixou de ser CHATO)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: