O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Olá a todos! Nessa segunda parte é hora de falar sobre os resultados por sexo e tecer considerações finais em cima dos dados recebidos do formulário de Dezembro do projeto “Ajude-nos a entender o mercado nacional de mangá!“, mas antes de começarmos gostaria de primeiramente agradecer ao Otaku Inside’, por citar o projeto e apresentar o link para o formulário de fevereiro que está online e que vocês devem preencher até o dia 15 de março. E se alguém é novo por aqui e não sabe do que estou falando confira a postagem sobre  o formulário mais atual onde tanto convidamos todos a ajudar esse grande projeto quanto explicamos como funciona o mesmo, para isso basta clicar aqui. Por fim, confiram a primeira parte desta análise de resultados nesse post e vamos adiante.

Resultado em relação aos homens

Quantidade por título - Homens

E quanto aos marmanjos, o que os resultados de dezembro mostraram foram que:

  • Porque essa cara Dr. Tenma, sua história  a terceira preferida entre os homens... Ah, o Johan... ok, pode ir e boa sorte!

    Porque essa cara Dr. Tenma, sua história é a terceira preferida entre os homens… Ah, o Johan… ok, pode ir e boa sorte!

    Dessa vez Rurouni Kenshin ganhou a parada entre os homens, seguido por One Piece 11 e Monster 4.

  • Dessa vez tivemos 2 escolhas de Futari Ecchi e 5 de Freezing por jovens na faixa etária de 10 a 15 anos. (Esses mangás são recomendados para maiores de 18 anos, devido as insinuações sexuais) .
  • Dessa vez também os shounens de batalha foram os mais escolhidos mesmo pelas pessoas com mais de 24 anos, mas Monster também se saiu muito bem nessas faixas.
  • Novamente houve uma preferência dentre os homens com 16 a 30 anos por séries de romance, inclusive os mais picantes em relação as demais faixas.
  • Gentleman Alliance Cross 11 não foi escolhido por nenhum homem e olha que era o volume final.
  • Somente 3 mangás da JBC tiveram menos de 20 escolhas  pelos homens, já quanto a Panini, além de nenhum homem escolher o mangá da editora citado acima, somente houve 6 mangás dos 18 dessa editora que superaram o número de 20 escolhas.

Como já esperado o número de resultados masculinos ainda é muito superior ao feminino, mas já começa a ficar claro que os homens preferem mangás de batalha e alguns seinens de investigação, dando pouca atenção aos romances e shoujos lançados no mês, com exceção do clássico Card Captor Sakura.

Resultado em relação os mulheres

Quantidade por título - Mulheres

O Número de mulheres novamente foi bem inferior ao número de homens, o que pode significar (e o resultado de janeiro deve comprovar isso) que o perfil das pessoas que estão respondendo o formulário se manteve mesmo com a diminuição dos mesmos, o que é bom, pois mostra que os interessados no resultado que o projeto pode alcançar estão deixando sua opinião todos os meses. Quanto ao resultado das mulheres, podemos dizer que:

sakura

Sakura mais uma vez é o preferido entre as mulheres. Parabéns a jovem maga e a todos os seus companheiros.

  • Dentre as mulheres, Card Captor Sakura continua em primeiro lugar, dessa vez seguido de  Black Butler 3 e Maid-Sama 10, ambos empatados em segundo.
  • Ao contrário da vez passada todos os mangás foram escolhidas por ao menos uma garota.
  • 5 títulos foram escolhidos por apenas uma mulher cada, são eles: Evangelion 26, Futari H 41, 100% Morango 18, Claymore 20 e Gantz 32.
  • Romances sem erotismo e séries com character design voltado a garotas imperaram entre o sexo feminino, além disso, Rurouni Kenshin foi o único shounen de batalha entre os 5 preferidos por mulheres e junto com Bakuman, foram os únicos mangás claramente destinados ao público masculino entre os 6 mais escolhidos por elas.
  • Rurouni Kenshin é o único mangá a aparecer tanto na lista dos 5 preferidos por homens quanto por mulheres, embora em posições bem distintas.
  • Não houve uma grande superação de nenhuma das editoras sobre as outras entre as mulheres, mas claramente o mangá Card Captor Sakura se destaca como o mais famoso entre os resultados femininos, fora que o mesmo é o único mangá escrito por mulheres que se destacou entre o sexo masculino.

Diferente dos homens as mulheres tenderam a escolher séries de romance em detrimento as de batalha o que mostra que a força da toda poderosa lista de shounens de batalha não fez tanto sucesso assim entre elas, apesar disso, dos 3 shounens mais escolhidos pelas mulheres, nenhum é escrito por uma mulher e um deles, Bakuman, não é uma série de batalha.

Considerações Finais

O resultado embora não seja numericamente expressivo, mostra que parece haver perfis claros das pessoas que responderam o formulário. Homens gostam de séries de batalha e os mais velhos de seinen sem tanto apelo sexual, enquanto que as mulheres preferem romances e séries com o design realmente focado no público feminino. Além disso, a ideia de trazer de volta em um formato mais bonito as séries já publicadas pelas editoras se mostra um ponto muito positivo para JBC e para a Panini com relação a republicação de mangás lançados antes pela editora Conrad. Além disso, o resultado também mostra que nem sempre mangás baseados em séries que já tiveram anime são tão populares, mas também está longe de essa estratégia dever ser descartada, pois o resultados dessas séries ainda se mostra um pouco mais interessantes que o mangás que não receberam adaptação animada.  Devido ao resultado feminino apresentado nos meses já analisados, ouso prever que séries Yaoi ou quaisquer outras com personagens Bishounen iam fazer bastante sucesso frente as mulheres se lançadas aqui, o que já acontece lá fora. Também percebo que há mais interesse por mangás para adultos com um conteúdo mais sério, sem o foco no erotismo e de autores famosos em detrimento aos demais e que ambas as obras do famoso mangaká Naoki Urasawa estão sendo muito bem aceitas, ao menos entre os homens mais velhos o que é um público que parece investir bastante dinheiro em mangas. Um resultado interessante que não está nos gráficos apresentados é que pessoas mais velhas tendem a comprar mais quadrinhos, o que faz sentido em consideração ao fato de estas notoriamente não dependerem de seus pais na hora de conseguirem dinheiro para tal fim, mas o que é interessante nisto é que esse grupo de compradores, ainda que menor que o de jovens com menos de 21 anos, deveria ser mais focado pelas editoras o que leva-se  crer que  mais obras seinen seriam bem vindas, porém é claro que o sucesso dessa empreitada dependeria de uma boa campanha de marketing o que não parece ser algo tão valorizado pelas editoras.

Bem, por hora é isso, quinta tem a primeira parte do texto relacionado aos resultados de janeiro. Não deixem de participar de projeto, não demora nem 2 min para preencher o formulário, então acessem o formulário atual aqui e nos ajudem a entender o mercado nacional de mangá!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: