O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Dessa vez é hora de falar de alguns animes dessa temporada que estou acompanhando e começo com as três séries que considero melhores, retirando as continuações. Hora de falar sobre fantasia medieval, política, paranormalidade, tragédia e comédia, pois hoje o tema são as séries Maoyuu Maou Yuusha, Kotoura-san  e Senyu. Vale ressaltar que dessa vez preferi falar de tudo que via até o momento em vez de focar só no último episódio.

Maoyuu Maou Yuusha 1 a 8

Recepção calorosa

Recepção calorosa!

Maoyuu Maou Yuusha fala sobre a relação de um herói, que foi escolhido para salvar os humanos dos demônios, e o rei dos demônios, uma mulher confiante que quer encontrar uma maneira de encerrar a guerra sem que um dos lados precise perecer. Ambos firmam um contrato de colaboração em prol de achar uma solução pacífica para esta guerra. O anime apresenta um mundo de fantasia medieval comum as principais histórias do gênero, mas o foco aqui não são as batalhas e sim mostrar como a política, o comércio e as diferenças raciais podem ser tanto as maiores motivações, como as melhores armas para se terminar os conflitos.  Aos longo dos oito episódios já foram apresentados confrontos militares, tratados comerciais, tramites políticos, preconceito, problemas sociais e conflito de interesse, além de uma pitada de comédia, romance e ecchi.

A série por si só já se torna interessante por tratar de uma fantasia medieval com um foco bem diferente do que estamos acostumados, além disso, ela se concentra em diálogos inteligentes e é complementada por uma bela arte tanto de cenários como de personagens, uma  boa animação e uma bela trilha sonora, mas a série peca um pouco no ritmo que é visivelmente apressado, algo fácil de se notar mesmo por quem não chegou a ter contato com os livros em que o anime é baseado.

Kotoura-san 1 a 7

Bullying é um termo que não chega nem perto de descrever a cena.

Bullying é um termo que não chega nem perto de descrever a cena.

Com um visual bastante criticado, Kotoura-san não chegou a ser um aposta de quase ninguém antes de seu início, mas seu primeiro episódio surpreendeu muita gente, incluindo a mim, por apresentar uma grande tragédia. A Kotoura-san, que empresta seu nome para o título do anime, é uma garota que nasceu com a capacidade de ler a mente das pessoas, uma habilidade involuntário que fez tanto seus amigos de infância se afastarem dela, como acabou com o casamento de seus pais ao revelar ao acaso que seu pai estava traindo sua mãe.  Após diversas tentativas da mãe de acabar com a a habilidade da filha, ela se esgotou e decidiu abandonar a menina, mas não sem antes falar para a jovem que ela  não deveria ter sequer nascido.

Não vou entregar mais ainda da história explicando como ao entrar no colegial, finalmente a vida da protagonista passou de um drama que dava pena para uma comédia adolescente bastante gostosa de se acompanhar, mesmo que o passado da garota não a deixe de lado completamente, mas posso garantir que é outra série que foge do padrão que estamos acostumados a ver. Kotoura-san é um anime até bem animado e com cenários bem desenhados, porém a arte dos personagens me parece bastante desleixada, chegando a incomodar um pouco pelo excesso de expressões clichês e pelos corpos bastante desproporcionais, ainda assim o anime merece os méritos por apresentar uma experiência diferente do que vemos por aí e com isso sendo interessante e divertido de se acompanhar.

Senyu 1 a 7

Se você não entendeu a piada é porque nunca encontrou ele!

Se você não entendeu a piada é porque nunca encontrou ele!

Em Senyu temos mais um mundo de fantasia medieval atacado por demônios que foram para o mundo humano, após uma erro da jovem rainha dos demônios enquanto tentava fazer pipoca. Para acabar com os demônios o rei humano decidiu convocar todos os descendentes do antigo herói que tinha selado um dos antigos reis demônios (o avô da atual) e os enviou na missão de encontrar e acabar com o atual rei ou rainha. Infelizmente um herói azarado dentre esses, o de número 45, junto a um soldado sádico e “troll” que o segue, acaba esbarando com a jovem garotinha de 8 anos que é atual rainha dos demônios e sendo preso por violência contra menores, mas  depois de livre, e desculpado pelo que fez (ou não), tem de se unir a garotinha para levar os demônios de volta a terra natal deles.

A série conta com episódios curtos de apenas 4 minutos e 30 segundos em média, mesmo assim é de longe a comédia mais divertida da temporada, com uma animação muito bacana, que varia dependendo da situação, diversas referências a cultura pop e humor dos mais diversos tipos, vai ser difícil achar alguém que não se divirta com esse anime. Ao menos até agora não houve um episódio que não gargalhei pelo menos umas 2 vezes ao acompanhá-lo.

Então por hoje é só, amanhã eu volto com mais postagens. Até mais!

Anúncios

Comentários em: "Eu vi – Maoyuu Maou Yuusha 1 a 8, Kotoura-san 1 a 7 e Senyu. 1 a 7" (6)

  1. Ok, ok.
    Vou incluir Senyu em minha lista. 😄

  2. fredetona disse:

    Não reclamando, mas, sim, um ressalto, faltou citar Mondaiji-tachi…, porque, sem sombra de dúvidas, este foi o melhor anime da temporada.

    • Eu acabei só vendo um episódio de Mondaiji até agora, mas se quando voltar a ver, achar bom assim como diz, haverá texto no blog sem dúvida. Pelo menos dos primeiro episódio eu gostei.

  3. Senyu é mesmo uma ótima comédia! Achei uma pena ter só 13 episódios…
    O Ross já virou um dos meus personagens favoritos!
    Maoyuu Maou Yuusha adicionado a lista de plans. Gosto de estórias medievais =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: