O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Um anime com muito potencial, mas...

Um anime com muito potencial, mas…

Não encontrei nenhuma resenha em português do anime, apenas primeiras impressões, então caso não conheça nada de Kotoura-san, lhes indico que leiam o texto desse link em que apresentei informações do 1º ao 7º episódio desta série.

Título: Kotoura-san
Autor(a) do mangá: Enokids
Gêneros: Romance, Comédia, Drama, Sobrenatural
Número de episódios: 12
Ano de Lançamento: 2013
Produtora: AIC Classic
Diretor: Oota Masahiko

A obra gira em torno da jovem Kotoura Haruka, uma menina que tem dificuldades de relacionamento, pois foi muito mal tradada durante a infância devido a um poder sobrenatural que possui. Kotoura pode ler mentes. Tudo muda na vida de Kotoura ao conhecer o jovem Manabe Yoshihisa e ao ser convidada para entrar para o “clube de pesquisa de poderes paranormais” da escola que começa a frequentar no colegial.

Como a imagem acima já mostra, o visual tanto dos cenários quanto dos personagens de Kotoura-san é bastante simplório, embora não seja ruim, apenas não ajuda muito. A animação da série é bem concisa e sem grandes falhas aparentes. A trilha sonora  é muito interessante, contendo temas mais alegres e outros bem trágicos, o que combina muito com a história e ajudam ao espectador se sentir no clima da série. Particularmanete gosto bastante da abertura e do encerramento do anime. Quanto a dublagem,  é bem agradável e todos os dubladores merecem congratulações pelo bom trabalho.

O ponto mais interessante da série é o roteiro, mas ele também tem vários furos que comprometem parte da obra.  O que mais chama atenção para a série é exatamente o início dramático, onde nos é apresentado o passado da protagonista, início esse que cobre praticamente todo o primeiro episódio e que fez muitos pensarem que a obra teria esse clima mais pesado em contraste com a comédia colegial que a cerca, porém o que vemos a partir dos episódios posteriores é uma queda, mas não desaparecimento, desse lado mais trágico, em detrimento da comédia colegial e do romance, o que não é prejudicial a obra, mas em certas partes mais a frente da série, a menor importância desse lado trágico se mostra um fator negativo, pois apesar de tudo, a trama gira em torno dos trumas da protagonista, porém a cada problema que surge com relação a isso, a solução é extremamente rápida, ao ponto de não haver tempo para se importar muito com a tragédia das mini sagas.

Um elemento bacana da série são os personagens muito bem contruidos e com personalidades bastante consistentes, que evoluem de forma adequada. Por exemplo, a protagonista Kotoura-san começa como uma menina inocente e depressiva e termina como uma menina inocente e menos derpressiva, embora ainda insegura. O Manabe, começa como um jovem irresponsável e tarado e termina como um personagem um pouco mais reponsável, mas ainda tarado, mesmo com o desenrolar do seu relacionamento amoroso.

Talvez o maior problema do anime seja o número diminuto de episódios, pois claramente a série é apressada. Além disso, o final, embora um tanto conclusivo, ainda deixa tudo muito em aberto, o que faz sentido pelo fato do mangá só ter 4 volumes até o momento, porém a trama não necessitava de um andamento tão rápido.

Enfim, Kotoura-san é um anime divertido, mas que está longe de ser memorável, no entanto ainda vale a conferida se você não tiver tanto problema com o visual da série, porque o roteiro, mesmo com falhas, é muito interessante e divertido.

Comentários em: "Considerações finais sobre Kotoura-san" (5)

  1. Adramalesh disse:

    Interessante mencionar que o conteúdo original é um 4koma e que toda a primeira parte dramática do anime assim como sua sequência foi feita originalmente para ele, ou seja, o roteirista decidiu acrescentar esses elementos para criar uma historia mais elaborada. Pena que o mesmo, assim como bem mencionado no texto, não teve tempo para trabalhar melhor suas ideias.

    E mesmo que eu tenha me decepcionado em parte, esse anime focou-se em algo que pouco se vê hoje em dia: no convívio familiar, ou mais especificamente, entre mãe e filha. Somente por isso eu digo que não foi tudo um desperdício de potencial.

  2. Eu era um dos que entraram no “hype” pós-término do primeiro episódio, mas na prática o último episódio que vi foi o quarto. Infelizmente, já estava previsto que a comédia iria suplantar o resto. É uma pena.

    • A comédia não é um problema da série, é até bem interessante o modo como os personagens interagem e as cenas cômicas são boas, o anime só não mostrou todo o potencial que tinha, ao apressar as coisas e amenizar certas partes drmáticas, mas ele trabalhou coisas muito interessantes, até mesmo a trama final se desenrola em torno de uma personagem com dupla personalidade, o que foi bem bacana só que o conflito foi minimizado. Em resumo, é um bom anime sim e merce ser visto por completo, só não é tudo que poderia ter sido.

  3. Por favo fasa uma segunda temporada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: