O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Começa mais uma edição da coluna mais quadrinística desse blog, onde o assunto é mangá e apenas mangá (se bem que dar pra falar de outras coisas também). Hoje vou compartilhar um pouco de minha opinião sobre um dos itens mais importantes de qualquer quadrinho, afinal um livro pode não ser bem julgado pela sua capa, mas uma boa capa pode vender quase que qualquer livro.

Sempre curto quando capa e contra capa fazem parte da mesma imagem, só não tenho muita coragem de abrir um mangá assim!

Sempre curto quando capa e contra capa fazem parte da mesma imagem, só não tenho muita coragem de abrir um mangá assim!

Existe um ditado que diz que não se deve julgar um livro pela capa, mas também existe um que diz que a primeira impressão é a que fica. Em se tratando de qualquer material vendável, as duas informações são importantes, primeiro porque o conteúdo é o item mais importante desse material, porém uma bela aparência é capaz de vender quase qualquer coisa.  A capa é o primeiro contato que a pessoa tem com o quadrinho e por isso mesmo é importante que ela chame a atenção.

No caso de quadrinhos ocidentais é comum o capista não ser o mesmo desenhista da obra, pois uma capa costuma ser criada já com a intenção de chamar a atenção e vender a obra, porém isso não ocorre com os mangás, onde os capistas são os desenhista da própria obra, por isso mesmo é comum uma capa ter diretamente relação com o que está acontecendo na obra no volume em questão, embora isso não seja uma regra e autores como Akira Toriyama de Dragon Ball, às vezes fazem capas que não tem nada haver com a trama contada.

É importante lembrar que mangás costumam ter histórias que duram vários volumes, então a capa mais importante costuma ser sempre a do primeiro volume, pois uma vez fisgado, o leitor provavelmente continuará acompanhando a obra, ou pelo menos as capas dos volumes subsequentes não influenciará tanto em sua escolha de continuar ou não o mangá. Além disso, pelo mesmo motivo da extensão de um mangá, os leitores mais acostumados com esse tipo de obra não julgam muito do que se passará nela pela capa, pois mangás tendem a demorar um pouco a engrenar, geralmente um volume inteiro ou dois.

Outra coisa interessante voltada ao poder de venda de uma capa de um volume de uma HQ está relacionado ao público alvo. Dentro do Japão é comum muitos dos leitores que compram volumes de mangá já conhecerem parte da obra devida a publicação dos mesmos em revistas especializadas, as antologias. O volume de um mangá então é um compilado de vários dos capítulos publicados em uma antologia e embora haja muitos leitores que comprem apenas os compilados, um grande parte do público compra os volumes após conhecer o mangá nas antologias, por isso a capa acaba sendo mais um agrado para o leitor do que um item feito para tornar o mangá mais vendável, embora seja claro que o valor de vendagem de uma capa também é levado em consideração para que a mesma seja aprovada. Já no ocidente, em caso raros, as capas de um mangá são diferentes das versões  japonesas para tornar o mangá ainda mais vendável, pois os leitores ocidentais quase sempre não tem acesso a antologias, apenas aos compilados. Um caso desses que chamou atenção nos últimos anos foi o do mangá Sankarea, cuja a capa do volume 1 japonesa lembra a capa de um romance, enquanto que a norte-americana lembra um história de terror com zumbis. Na prática Sankarea é uma história de romance com uma garota que virou zumbi.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Enfim, capa por capa, público por público, o que mais interessa para nós fãs é ter um material de qualidade e bonito, afinal se nos empolgamos tanto com uma simples página colorida é claro que um verdadeiro fã de mangá sempre gosta de uma boa capa e também como qualquer fã de quadrinho há sempre aquela capa ou aquelas capas que nos são memoráveis.

Top 3 nacional – Minhas capas de mangá preferidas

Dessa vez um top simples e que pode gerar muitas discordâncias, além disso, não deu para pesquisar em todos os mangás que possuo, pois alguns estão emprestados e outros bem antigos  eu infelizmente não tenho mais, mesmo assim me sinto satisfeito com minha lista. Curtam abaixo meu top 3 e coloque nos comentários os seus.

3º lugar

capa_summer_wars_01_g

Summer Wars volume 1

Sempre acho a arte do Yoshiyuki Sadamoto muito bonita e também gosto muito das capas de Evangelion, inclusive a dos volume 4, antigo volume 7 nacional, que mostra a Asuka pela primeira vez é minha preferida, no entanto a arte de Summer Wars é ainda mais bonita e em especial a dessa primeira capa ( ia ser legal se lançassem Ookami Kodomo no Ame to Yuki por aqui, pois pra mim, a arte deste título é a obra prima do Sadamoto).

2º lugar

Dragon Ball Volume 15

Dragon Ball volume 15

O Toriyama sempre faz capas maneira e vez por outra ele fazia brincadeiras na capa de Dragon Ball sendo que essa do volume 15 é a  minha capa preferida da obra, já se eu levasse em consideração a da edição definitiva de Dragon ball que tem uma relevo na imagem de capa, o que dar um ar ainda mais luxuoso a obra, minha preferida é a do volume 9, que tem o Piccolo Daimao.

1º lugar

Berserk volume 68

Berserk volume 68

O mais maneiro dessa capa do Miura é que ela passa bem a ideia da armadura de Berserk, que pra quem não sabe é uma armadura que dar um poder incrível a seu usuário, mas que o deixa em um estado de fúria quase incontrolável. Essa imagem não só mostra o Gutz usando a armadura, como passa a impressão que ela está engolindo ele e isso demonstra muito bem a luta que o Gutz tem que travar para controlar o poder supracitado toda vez que usa essa armadura, antes que ela é que acabe o usando.

Nos vemos no próximo post!

Anúncios

Comentários em: "Extras de mangá #4: Qual a importância de uma boa capa? e Top 3 nacional – Capas de Mangá" (2)

  1. Olá!!

    Capas de mangás tem aquele negócio. Umas acertam em cheio enquanto outras passam longe.

    Eu curto, sem classificar somente uma quase todas as capas de Bleach, tirando uma ou outra que não me agradou. Gosto da ideia do Kubo Tite de colocar seus personagens, sempre sozinhos ilustrando as capas. xD

    Duas que eu posso citar lançada por aqui ano passado é essa de Blood-C, a de Genshiken volume 3 e a 6 de Black Butler.

    Desculpe pela empolgação!

    Até mais

    • Eu gosto das capas do Kubo, mas eu realmente acho bacana quando o desenho da capa preenche toda ela. Nesse estilo de desenhar personagens, gosto muitos das caps do Ohkubo de Soul Eater e da Karuho Shiina de Kimi ni Todoke. Também gosto bastante das capas da Honey & Clover da Chika Umino.

      Obrigado pelo comentário e por favor continue empolgada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: