O ogro azul dos fãs de anime e mangá…


Podcast em parceria entre o Anime Portfolio, Netoin e Animecote com a participação de Evilasio Junior (@JuniorKyon), Bebop (@animecote) e Carlírio Neto (@cnetoin). Nessa edição falamos sobre As dificuldades de ser um otaku no ocidente e também comentamos mais dois episódios do anime Death Parade.

Blocos:
00:00:00 – Comentários da última edição
00:07:40 –As dificuldades de ser um otaku no ocidente
00:49:13 – Death Parade episódios 10 e 11

Para baixar o áudio e escutar depois recomendo usar este site: http://www.youtube-mp3.org/

Anúncios

Comentários em: "Kyoudai Podcast: As dificuldades de ser um otaku no ocidente" (4)

  1. Haha, sobre a Asuka, “problema meu” né? Kkkkkk, tá de boa @Evilásio, eu entendo sim. ^_^
    Agora, na verdade, a moça que eu falei de Pokémon era a Lorelei, aquela treinadora de pokémons de água e gelo da Elite Four. No anime, não sei porque raios trocaram o nome dela para ‘Prima’…¬¬
    E quanto ao que eu falei sobre C.C. e Mio, elas são sim muito parecidas no aspecto de a maioria das pessoas terem-nas como personagens preferidas nos seus respectivos animes. Isto é um fato, não tem discordância com relação a isto. Você mesmo já falou sobre isto em relação a Mio em K-ON!, em Code Geass acontece a mesma coisa com a C.C.. A maioria das pessoas tem a C.C. como personagem feminina preferida de Code Geass…

    Agora falando da última edição:
    Antes de mais nada, um salve ao Bebop pela volta dele. o/ kkkkkk

    Concordo com o Bebop, já foi muito mais difícil ser otaku no Ocidente, e concordo também com o Evilásio. Para mim, até o fim da década de 90 não existiam otakus no Brasil, existiam apenas fãs de animes. A internet é que impulsionou o aparecimento de otakus por aqui a partir dos anos 2000.

    A matéria sobre o episódio do Porygon que o Carlírio viu, nada mais foi do que sensacionalismo barato… lamentável. Como eu disse anteriormente, Pokémon está fresquinho na minha mente e este episódio do Porygon não tem nada de mais…¬¬

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, “tipos de animes especiais” vendidos em banca… eu só olhava estas coisas nas bancas, era uma criança pobre, não tinha dinheiro para isto. xD

    MWAHUAHUAHUAHUA, as cartas piratas de Yu-Gi-Oh!! Bem lembrado @Bebop. Eu, por acaso, estou assistindo o anime de Yu-Gi-Oh! (o primeirão), e fico lembrando que eu gostava tanto das batalhas, que acabei adquirindo um fichário quase todo de cartas piratas, porque eu gostava de colecionar as cartas, como se fossem figurinhas, e se eu fosse comprar as originais só para isto, não daria certo… aí acabei recorrendo aos camelôs da Uruguaiana que o Bebop conhece bem…kkkkk

    MWAHUAHUAHUAHUA, “quando eu era moço, era muito mais difícil ser otaku, Shiryuuu, Shiryuuu”…=D

    Sim! Os fansubbers, e mais especialmente os scanlators, contribuíram MASSIVAMENTE para o atual mercado de mangás!

    @Evilásio, na verdade, animes dublados sumiram com o Animax. Antes disto a gente já tinha perdido a TV aberta, mas o fim do Animax é que fechou o caixão. Ainda nos anos 2000 tínhamos animes dublados na TV aberta, mas com esta cultura ridícula de que anime é coisa para criança, os animes não se sustentaram por mais muito tempo na TV aberta. Umas das últimas e ERRADAS tentativas, foi no SBT com a trinca da Jump…

    @Evilásio, eu acho que mais do que NÃO gostar de ler, que realmente é um fato, nós brasileiros não temos TEMPO ou INSTRUÇÃO para ler. A maioria da população brasileira é pobre, muitos são analfabetos funcionais (por N fatores que não vêm ao caso agora) e/ou trabalham muito. Ou seja, chegar cansado de um dia de trabalho (e estudo, em muitos casos) e ainda parar para ler 1 capítulo que seja de um livro, vejo como algo bem complicado… é mais fácil dormir em cima do livro. =(

    Não! Animes na TV já era…
    O tempo dos animes na TV morreu, e espero que esteja muito bem enterrado, porque o que aconteceu nos anos 2000 foi queda atrás de queda. Tudo que se construiu em termos de anime na TV vindo dos anos 80 e passando pela Manchete nos anos 90 como talvez o auge dos animes na TV, foi totalmente destruído na década seguinte. E a geração de hoje em dia, é demasiadamente conectada para se prender à TV.
    Acho que os animes legalmente transmitidos têm um novo caminho na internet com os sites de streamings, mas para mim, estes nunca vão superar os fansubbers, que coexistirão com o que aparecer pelo caminho e no final estarão lá, firmes e fortes, sejam eles bons fansubbers ou fansubbers ruins como sabemos que tem/já tiveram vários por aí…

    Sim, os produtos relacionados são muito difíceis no quesito acessibilidade geral. Os produtos mais acessíveis são não-oficiais e em EVENTOS, como bem disse o @Evilásio. As camisas, bótons, chaveiros e cordões lideram estas vendas.

    E por último, mas não menos engraçado, a Chikorita véia do Carlírio. LOOOOOL, mwahuiahuahuahuahauhauhaua, eu morri de rir também. Muito bom!!!

  2. Ótimo Podcast XD
    Carlírio fazendo essas vozes é foda, kkkk
    Esse foi o primeiro ”Kyoudai Podcast” que eu escutei. Curti demais :3 :3

    Estou com preguiça de escrever muito, então vou resumir em uma frase tudo o que eu penso a respeito do assunto tratado neste podcast:

    Consigo imaginar como era difícil conseguir assistir animes no passado, mas como eu entrei neste ”mundo” recentemente, não peguei essa época complicada pela qual vcs passaram S;
    Hoje em dia é tudo mais fácil, pq além de ter muitos mangás sendo laçados no Brasil, tem tbm muitos sites que postam os animes no msm dia que lança no japão. Eu acho até que esta fácil de mais hoje em dia.
    Pelo menos pra mim não tem sito difícil ser ”otaku” aqui no Brasil.
    Tudo esta me agradando bastante, atualmente ;3 :3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: