O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

Arquivo por Autor

Indicação nº 2: Otome youkai Zakuro, Sankarea + Bonus!!!

Continuando o trabalho de meu colega Evilasio, escrevo este post de recomendações, com algumas coisas que assisti ou li e que são, ao meu ver, relevantes.

Otome Youkai Zakuro

Estava eu zanzando por sites  de subs gringos, quando me deparo com esta pérola, Otome Youkai Zakuro. Anime que foi exibido na temporada de outubro de 2010, junto com Ore Imouto, Panty and Stocking, Arakawa 2, Index 2, Kami Zushi Sekai, entre tantos outros. Animado Pelo J.C. staff, este anime tem uma premissa simples: Na era meiji, no meio da acidentalização do japão, é criado o ministério Youjin, órgão publico que tem como função cuidar de assuntos relacionados a youkais, desde pequenos incidentes até a melhora do relacionamento entre humanos e youkais (aqui chamados de youjins). São recrutados 3 jovens oficiais do exército japonês para fazerem parte do staff do ministério, tendo como colegas 4 garotas meio-youjins, nascidas de mulheres gravidas que foram possuidas por youkais .

A série tem de tudo um pouco: comédia, ação, romance, drama, em suma, com potencial a agradar a muitos expectadores. Eu gostei muito, assisti em em pequenas maratonas (4 de 3,+1), e estou a espera de uma continuação, apesar que estes 13 episódios funcionam muito bem como série fechada.

Sankarea 

Anunciaram a algum tempo que uma mangá serializado na revista Bessatsu Shōnen Magazine, da kodansha, iria virar anime, um tal de Sankarea. Fui conferir a periculosidade do material. Hattori Mitsuru é o mangaka, conhecido por séries como Inu Neko jump (não li) e Umisho (que ganhou anime em 2007, 13 episódis, não assiti). Na história, nosso herói (Furuya) é um garoto aficcionado por zumbis, nerd por zumbis total. Um dia, ele encontra uma fórmula antiga de ressurreição dos mortos, obra de seu avô. Logo o garoto começa a testar a tal fórmula em seu gato, que morrera rescentemente. No decorrer dos experimentos, ele conhece uma jovem chamada Sankarea, que, desiludida com sua vida, decide acompanhar Furuya na sua empreitada necromantica. Coisas acontecem, Sankarea morre e retorna a vida como zumbi. Dai pra frente eles vão ter que conviver com situações onde amor é confundido com fome por carne humana, amizade, como manter cadaveres que andam frescos, e por ai vai…

O mangá não chega a ser gore, com um desmembramento aqui, um pouco de violencia bem colocada ali, um pouco de sentimentalismo acolá, e a séria anda muito bem. No decorrer da história, a leitura pode ficar um pouco empacada, mas a série consegue se renovar a cada pequeno arco. Se voce gosta de romance ou de histórias sobrenaturais, voce vai gostar disso aqui. Atualmente o mangá tem 22  capitulos, saindo uma vez por mês na Bessatsu Shonen Magazine.

BONUS!!!

Então, Me disseram que este blog é sobre anime e mangá. Eu não leio só mangá, então vou fazer uma recomendação fora do protocolo.

EX MACHINA 

Publicado pela DC, com o selo WildStorm,  Ex machina trata da história de Mitchell Hundred, tambem conhecido com GRANDE MAQUINA, uma super herói capaz de comandar todo tipo de maquina, sejam celulares, armas, fechaduras, em suma, qualquer objeto com complexidade. Mitchell, depois de uma curta carreira como super herói, decide se candidatar a prefeito de Nova York. Eleito, ele cumpre o papel de prefeito, e, mesmo proibido pelo governo de usar ou até discutir sobre seus poderes, vai ter que entrar em conflito com situções tipicas de super heróis.

Eu li o primeiro volume, já comprei o segundo, gostei bastante da mesclagem super herói + política, recomendado.

Tendo sido publicada de 2004 a 2010, com 50 capítulos + 4o capítulos especiais. Está saindo pela panini em versões cartonadas, contando até o momento com  6 volumes lançados, totalizando 29 capítulos.

Anúncios

C³: Primeiras impressões

Sempre pensei que mecher com artefatos cubóides trouxesse dor e destruição, na forma de terriveis demonios, maldições ou quebra cabeças que vão te matar ou te atormentar pelo resto da eternidade.  Se tratando do japão, tudo isso pode vir na forma de uma loli tsundere, o que não nescessariamente seja ruim, desde que alguem ensine a ela como se comportar em sociedade e não ser irritante.

Neste post vou falar sobre o anime C³.

Nosso herói e a caixa

A história começa com nosso heroi, Yachi haruaki, filho de um explorador/caçador da arca perdida/exorcista, que recebe em casa um
uma caixa de metal, mais um dos suvenires que seu querido e aventureiro pai manda pra ele. O garoto da umas apalpadas na caixa,
e decide, para o bem de sua paciencia, guarda-la no porão. Eis que, de madrugada, a tal caixa se transforma em uma loli, que depois de uma cena
basica de nudez, explica sua situação: Ela é um artefato, que depois de ser esposto a anos de pensamentos negativos, foi amaldiçoado e tomou forma humana.

A loli, o caos e a destruição

Ao saber da história da garota (o nome dela é FEAR), Yachi entende que tera a missão de curar a maldição dela, espondo-a a pensamentos
felizes e alegres (O que pode significar mais um slice of life com mensagens bonitas de amizade e com elementos sci-fi ou sobrenaturais).
Em seguida somos apresentados a uma personagem sidekick/amiga de infancia/mina peituda de óculos genérica (Konoha Muramasa), que aparentemente tambem tem algum tipo
de maldição. Rola um certo atrito entre Fear e konoha, então podemos esperar que isso va render algumas piadas no decorrer da história.

A mina genérica

 Como 95% de todos os protagonistas de animes da tualidade, Yachi vai pra escola e deixa Fear sozinha. No apice do tédio, a loli vai explorar
os arredores tendo contato com um pessoal alegre da distrito comercial. Após este contato, Fear resolve que deve pagar as gentilezas
de Yachi com trabalhos domésticos. Como todo bom artefato amaldiçoado, a faxina se torna um turbilhão de destruição. fear é repreendida e perdoada
pelo nosso herói, mostrando que temos um longo caminho até que todo poder destrutivo da garota seja seja eliminado e Faer possa viver em paz.

Bem, C³  tem uma cara de Denpa onna, com a loli deslocada e o protagonista com muita boa vontade, então pode ser que siga uma rota slice of life.
Tambem pode levar um rumo tipo bakemonogatari, com yachi tentando exorcisar a maldição de Fear, com alguns conflitos sobrenaturais.
Na pior das hipóteses, o anime pode virar um dragon crisis dois, com altas batalhas entre artefatos, situação com grande chance de tornar o anime
um fracasso.

A animação é boa, tem uma coloração forte, um pouco de fan-service, nada exagerado. No balanço, uma nota 7/10 pra esse episódio, e expectativa que
não se torne um anime ruim.