O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

Posts marcados ‘2013’

Anime Portfolio no projeto Um Anime Por Dia: Tamako Market

Saiu mais um texto do Anime Portfolio para o projeto umanimepordia.com.br. E o anime recomendado esta vez é…

Tamako Market

Tamako Market é uma animação original do estúdio Kyoto Animation, o mesmo de Suzumiya Haruhi no Yuutsu, Lucky Star, Nichijou, Hyouka, Full Metal Paninc? Fumoffu, Full Metal Panic! The Second Raid, Clannad, Chuunibyou demo Koi ga Shitai!, K-ON e Free!, exibida entre 10 de janeiro e 28 de março de 2013, totalizando 12 episódios. O anime foi dirigido por Yamada Naoko, a mesma diretora de K-ON!.

A obra apresenta o dia a dia da jovem Kitashirakawa Tamako e das pessoas com quem ela convive e é situada durante um certo período de tempo, no qual um estranha ave falante passou a morar com Tamako e sua família.  A ave é um mensageiro vindo de uma ilha tropical e que estava em busca de uma mulher adequada o bastante para se tornar noiva do príncipe desta ilha supracitada. A família de Tamako tem uma loja que mochi (um tipo de doce japonês) e na maior parte do tempo a história da ave , conhecida com Dera Mochimazui, é ignorada e ele (o Dera) acaba apenas com um ser estranho que protagoniza várias cenas cômicas. O foco principal, se é que podemos dizer que uma história sobre acontecimentos cotidianos tem foco, são os diversos planos criados por Tamako e pelas outras pessoas dos estabelecimentos que fazem parte da rua comercial onde Tamako mora. Estes planos visam aumentar o número de fregueses circulando na rua comercial supracitada.

Para conferir a resenha completa de Tamako Market acesse umanimepordia.com.br.

Considerações Finais sobre Maoyuu Maou Yuusha

Yo! Hoje tecerei minhas considerações finais sobre um dos poucos animes de janeiro de 2013 que gostei bastante, Maoyuu Maou Yuusha. Dessa vez não é uma série que vi devido a coluna Hora de Aventura, mas uma obra que acompanhei semanalmente a medida que ia sendo lançada no Japão e cheguei a fazer dois posts comentando episódios deste anime para Anime Portfolio (Estes post podem ser conferidos clicando aqui).

Maoyuu Maou Yuusha

Construindo um mundo sem guerras...

Construindo um mundo sem guerras…

Como sempre, deixo claro que este texto não é uma resenha e pode conter spoilers leves, então antes de lê-lo recomendo dar uma olhada na resenha de Maoyuu que fiz para o Um Anime  Por Dia clicando aqui.

Título: Maoyuu Maou Yuusha
Obra Original: Light Novel
Autor da Obra Original: Touno Mamare
Gêneros: Fantasia Medieval, Político, Distopia, Demônios
Número de episódios: 12
Ano de Lançamento: 2013
Produtora:Arms
Diretor: Takahashi Takeo

Maoyuu Maou Yuusha se passa em  um mundo de fantasia medieval, onde os humanos e os demônios estão em guerra e graças ao surgimento de herói (Yuusha), os humanos conseguiram se mostrar mais vitoriosos nos últimos tempos e este herói decidiu dar um fim para esta guerra indo enfrentar sozinho o reio demônio (Maou), mas lá chegando ele se surpreende ao ver que o atual rei demônio é uma bela mulher e que ela estava o esperando, pois queria propor um acordo para este. A Maou gostaria que o Yuusha se unisse a ela em seu plano de levar a paz a todo aquele mundo, tanto aos demônios, quanto aos humanos, e mesmo se recusando a princípio, ele acaba compreendendo que a verdadeira intenção dela é boa e eles fecham um contrato onde cada um passa a está ligado ao outro para sempre durante essa difícil jornada…

Quem ver esse prólogo deve pensar que este é uma anime cheio de grandes batalhas, mas na verdade há batalhas, porém poucas (porém todas são muito boas), pois o anime é muito mais focado no jogo político e econômico do que em batalhas, pois toda a guerra tem seus motivos para ocorrer e há três motivos comuns a maioria das guerras, a diferença de crenças, aqui representado pela questão religiosa, a vantagem econômica de certas nações, aqui muito mais voltada a principal nação humana, porém envolve toda a economia do mundo, e a questão política, que envolve tanto humanos quanto demônios, embora o jogo de poder entre cada raça ocorra de forma diferente. Assim sendo, a ideia da Maou está relacionada a atacar nessas três frentes e vale a pena destacar a questão econômica, pois ela também se liga a duas coisas muito importantes, a desigualdade social, que  aqui também está ligada a miséria e a escravidão,  e ao avanço científico, melhor representado pelo desenvolvimento de alguns novos instrumentos e técnicas avançadas de colheita.

Um dos pontos que mais me chamou a atenção na obra também foi o fato de nenhum personagem ter um nome, eles sempre se referem uns aos outros por um título, como Herói, Rei Demônio, Governanta, Empregada, Cavaleira, Rei da nação do sul, Rei da nação do norte, Comerciante e etc. Isso só ressalta a ideia de que essa não é uma simples fantasia, mas uma história completamente diferente, inspirada em conflitos reais, mas com diferenças óbvias, mesmo assim me empolga muito ter uma história medieval desta forma em mídias como light novel e anime, pois é algo que foge completamente do lugar comum.

A série tem uma animação razoável, e uma arte que me agradou bastante, além de uma trilha sonora muito boa e uma ótima dublagem. Dentre os episódios deste anime, um que nunca esquecerei é o episódio 9, em que a empregada está travestida de Maou, que por sua vez é conhecida pelo a maior parte do povo humano como Mestre Carmesin,  quando a  Mestra Carmesin foi tachada de pagã pela igreja, por certos motivos que nada tem haver com práticas pagãs. Durante o julgamento desta a empregada faz um discurso de arrepiar todos os pelos do corpo.

Enfim, Maoyuu foi um dos animes mais interessantes de 2013 e embora não tenha obtido todo sucesso que acho que merecia é uma obra  de que sempre lembrarei e que recomendo profundamente a todos os fãs de uma boa fantasia medieval que gostariam de acompanhar muito mais do que uma simples história de heroísmo e lutas.

Este é meu TOP 5 de… Aventuras em outro mundo

Yo! Hoje é dia de mais uma top 5 pessoal e intransferível, mais plenamente copiável.  O top de hoje está repleto de viajantes de outro mundo, pois hoje lhes revelarei meus 5 animes preferidos (até onde lembro) que contam a história de pessoas que foram inadvertidamente levadas a outros mundos, na maioria das vezes (como em todos os casos que citarei) para virar heróis.É importante deixar claro que não estou contando mundos de jogos online, quem sabe no futuro não faço um top desses, mas por hora fiquemos com os viajantes de hoje.

5º Lugar – Marchen Awakens Romance

Aventura, Armas maneiras, magia e o passado não conhecido

Aventura, armas maneiras, magia e um passado desconhecido.

Ano: 2005
Estúdio: SynergySP
Diretor: Okuwaki Masaharu

MÄR é um anime baseado em um mangá homônimo de Nobuyuki Anzai (inclusive prefiro o mangá), o mesmo autor de Flame of Recca e ele tem uma pegada meio infantil, onde tudo se resolve muito rápido. Para quem não conhece a obra, resumidamente ela fala sobre um garoto chamado Ginta que sonhava com um mundo fantástico e era bastante zoado por falar desse mundo pra todos na escola, porém em um certo dia ele acaba sendo levado a este outro mundo, que é chamado de MÄR, e lá viverá grandes aventuras e enfrentará vilões para salvar este lugar, que no passado um outro herói vindo de seu mundo também salvou. A  aventura é divertida e os personagens são bacanas, mas tudo é muito simplório e meio sem explicação, fora que a arte é só razoável e conta com cg’s meio estranhos para representar os monstros guardiões invocados pelas armas especiais que há neste lugar. O anime peca  por ser muito grande e, por este motivo, está cheio de fillers,  tanto que aventura do anime vai muito além do mangá, apesar de tudo isso, fica a indicação, mas vale ressaltar que esse anime não foi completamente traduzida para português por nenhum fansub, então vocês terão que treinar um pouco seu inglês ou japonês se quiserem vê-lo todo.

4º Lugar – Dog Days

Dias de cão

Dias de cão

Ano: 2011
Estúdio: Seven Arcs
Diretor: Kusakawa Keizou

O interessante de Dog Days é que ele tinha tudo para eu não gostar, mas é um anime bem divertido, incluindo por seus torneios que mais parecem olimpíadas do Faustão. A história de Dog Days gira em tono do jovem Cinque Izumi que foi invocado para um mundo de fantasia, onde ele se tornará o herói de um reino em disputa contra o reino vizinho, mas vale deixar claro que essas distputas não geram mortes, embora a derrota diminua a popularidade do reino derrotado e neste lugar ter popularidade é algo muito importante para os reinos. Cinque então vai mostrar todas as suas habilidade conseguidas com anos de treino como ginasta e munido de outras habilidades que ele só pode usar neste mundo se tornará um herói reconhecido por todos neste lugar até o dia de seu retorno. É estranho como um anime tão sem nexo e que praticamente existe em função de mostrar o fanservice moe com garotas com neko mimi (orelhinhas de gato) e similares pode ser tão divertido. Mesmo os que não são tão fãs deste tipo de obra deviam dar uma chance, pois talvez se surpreendam com o quanto essa obra pode lhe divertir, no entanto vale ressaltar que não considero esse anime  nenhuma obra incrível, ele apenas me diverte, tal como MÄR, porém ele tem menos problemas que este.

3º lugar – Mondaiji-tachi ga Isekai kara Kuru Sou Desu yo?

Personagens overpower em um pequeno mundo.

Personagens overpower em um pequeno mundo.

Ano: 2013
Estúdio: Diomedea
Diretor: Kusakawa Keizou

Este anime foi uma das grandes surpresas de 2013 e é um dos animes de “Aventuras em outro mundo” que mais me divertiu e esse eu realmente recomendo tanto pela qualidade técnica, quanto pela história, apenas a arte não é surpreendente, mas é boa. Nessa obra três jovens com habilidades especiais vindas de mundos diferentes são transportados para um mundo fantástico chamado “Pequeno Mundo” e lá eles se tornarão os grandes lutadores de uma guilda sem nome. Cada aventura vai tornando a história mais intrigante e os protagonistas são personagens que aos poucos vamos aprendendo a gostar por motivos diversos.

2º lugar – Guerreiras Mágicas de Rayearth

514125982_10b2281e04_o

Uma das melhores obras da CLAMP

Ano: 1994
Estúdio: Tokyo Movie Shinsha
Diretor: Hirano Toshihiro

Em segundo lugar temos as jovens Guerreiras Mágicas de Rayearth do grupo CLAMP, que até hoje é uma das minhas obras preferidas destas mangakas. O anime conta a história de três garotas de escolas diferentes que estavam visitando a torre de Tóquio no mesmo dia e foram transportadas para o mundo mágico de Rayearth e lá se tornaram as guerreiras mágicas destinadas a salvar aquele mundo da destruição provocada pelo feiticeiro Zagato, que havia “sequestrado” a princesa Esmeralda, a protetora do reino. Tanto a arte, quanto o roteiro me agradam bastante, inclusive gosto muito da segunda temporada da série também. Outra coisa que me agrada bastante  é a trilha sonora do anime e dentre as protagonistas minha preferida é a Umi. E pensar que até robô gigante tem nessa obra.

1º Lugar – El Hazard: The Wanderers

Vamos para terra desconhecida...

Vamos para terra desconhecida…

Ano: 1995
Estúdio: AIC
Diretor: Akiyama Katsuhito

Enfim, o primeiro lugar deste top não podia ser outro senão El Hazard: The Wanderers, a única das 5 séries que acompanhei toda pela tv, no antigo Band Kids apresentado pela bela Renata Sayuri, a Kira. El Hazard narra a história de  um grupo de humanos que foi transportado devido a uma experiência estranha para um mundo completamente diferente do seu, onde está havendo uma guerra entre  dois reinos. El Hazard tem um núcleo do de personagens excelente, um roteiro bem intenso com doses muito boas de comédia e com uma parte técnica razoável. A trilha sonora é outro destaque e  a dublagem nacional também, aliás quem viu esse anime na tv deve lembrar da louca risada do Kazuhito Jinnai, um dos vilões cômicos mais divertidos d e todos os animes. Além desta série, a franquia El Hazard emplacou outros animes e praticamente todos são bem legais, mas nenhum dos outros é tão icônico quanto esse.

Então é isso! Em relação aos animes com a temática “Aventuras em outro mundo”, esse é meu top 5, qual é o seu?

Anime Portfolio no projeto Um Anime Por Dia: Yahari Ore no Seishun Love come wa Machigatte Iru

Saiu mais um texto do Anime Portfolio para o projeto umanimepordia.com.br. E o anime recomendado esta vez é…

Yahari Ore no Seishun Love come wa Machigatte Iru

Existem diversos tipo de animes colegiais, algumas simplesmente com foco no humor e com um pouco de romance, outros mais picantes e sem muita preocupação com a realidade e outros que falam sobre problemas que estudantes reais possuem. Hoje é dia de conhecer uma comédia colegial, nem tão comédia e bem realista, ou quase, porque afinal a vida real não é como uma comédia romântica. É com prazer que lhes apresento Yahari Ore no Seishun Love come wa Machigatte Iru.

Yahari Ore no Seishun Love come wa Machigatte Iru (ou Oregairu) é uma série de animação baseada em uma novel homônima escrita por Wataru Watari e ilustrada por Ponkan8. O anime foi exibido entre 5 de abril de 2013 e 26 de junho do mesmo ano, tendo ao todo 13 episódios. A produção do anime ficou a cargo do estúdio Brain’s Base, o mesmo de Natsume Yuujinchou, Baccano!, Durarara!!, Kurenai, Kuragehime, Mawaru Penguin Drum e Tonari no Kaibutsu-kun, e a direção é de Yoshimura Ai.

Para conferir a resenha completa de Yahari Ore no Seishun Love come wa Machigatte Iru acesse umanimepordia.com.br

Anime Portfolio no projeto Um Anime Por Dia: Suisei no Gargantia

Saiu mais um texto do Anime Portfolio para o projeto umanimepordia.com.br. E o anime recomendado esta vez é…

Suisei no Gargantia

Em uma época em que animes originais, ou seja, que não são baseados ou inspirados em obras existentes em outras mídias, são cada vez mais raros é louvável que uma obra como a que apresentarei hoje tenha sido criada. Apesar dessa ser uma obra com grande possibilidade de se faturar com merchandising e com produtos relacionados, ela é uma animação que além de tudo isso, tenta fugir do lugar comum e de certos clichês, o que é ainda mais louvável. Suisei no Gargantia é um legítimo anime de mecha com um misto de ficção científica e drama, que não inova, mas que consegue entregar um resultado tão bom, que o faz ser uma obra a ser lembrada como uma grande animação e não como mais do mesmo.

Suisei no Gargantia é uma série de animação original criada por Murata Kazuya (Tokyo Magnitude 8.0) e Gen Urobuchi (Blassreiter, Phantom: Requiem for the Phantom, Fate/Zero e Psycho Pass). Ela foi exibida entre 2 de março de 2013 e 30 de março do mesmo ano. A série foi produzida pela Production I.G., a mesma de Robotic;Notes, Psycho Pass, Kimi ni Todoke, Toshokan Sensou, Blood-C, Kuroko no Basket, Another e Usagi Drop, e dirigida por Murata Kazuya, o diretor de Fullmetal Alchemist: The Sacred Star of Milos.

Para conferir a resenha completa de Suisei no Gargantia acesse umanimepordia.com.br