O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

Posts marcados ‘J.C. STAFF’

E a temporada de primavera de 2015 hein?

Olá a todos! A quanto tempo né? Faz tempo que não faço um texto sobre temporada de animes aqui e eu sempre pensei como fazer um texto de fim de temporada legal e sem (muitos) spoilers de forma interessante e instigante para que os leitores possam também pensar sobre como foi cada temporada de anime para eles. O que eu não percebi antes, é que eu já tinha postado a reposta no blog, mas como em um post de primeiras impressões. Então a despeito do texto que fiz para temporada de outono do 2013, hoje vim falar um pouco (bem pouco) sobre o fim da temporada de primavera de 2015. Não falarei sobre cada anime, a minha dica para quem não se importar com spoilers e quer ver o que as pessoas (inclusive, às vezes, eu) da internet estão achando de cada temporada é acessar o fórum MinnaSuki e conferir a seção sobre animes dele.  Enfim, hora te tecer alguns comentários sobre a temporada de primavera de 2015 e conferir alguns tops legais.

O que valeu e o que não valeu da temporada de primavera na minha cronologia pessoal?

Obrigado Netflix!

Obrigado Netflix!

Acho importante começar falando que, dos 29 animes que iniciei, apenas terminei de ver 7, porém existem mais 3 que não chegaram ao fim ainda e que estou acompanhando. Dos 19 restantes, 11 animes eu dropei, ou seja, não pretendo vê-los mais, e 8 animes eu deixei em espera, para ver sei lá quando. Vale destacar também que duas das 7 séries que terminei, as minhas duas preferidas, eram continuações. E duas das 3 séries que não terminaram e que eu continuo acompanhando também são continuações.

Num âmbito geral, achei a grande maioria das séries que não dropei medianas e poucas conseguiram apresentar finais interessantes e infelizmente a maioria das séries que terminei tiveram problema com ritmo ou tiveram um bom início, mas foi decaindo com o tempo. Para exemplificar o que quero dizer, vou destacar três séries: Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka, Yamada-kun to 7-nin no Majo e Plastic Memories.

Tendo tido um dos melhores começos da temporada, Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka parecia ter um potencial incrível e realmente tinha, aliás o trabalho do estúdios J.C.Staff e Genco, que encabeçaram o projeto, nos quesitos visuais e demais quesitos técnicos, foi excelente! No início o roteiro da série teve uma grande crescente, mas vez por outra, clichês de narrativas de anime, mangá e novels apareciam para dar uma derrubada no anime. Até certo ponto isso era tolerável, mas do meio para o fim a série literalmente se perdeu por uma série de motivos, mais especialmente devido ao aumento de uso de clichês e de deus ex-machina, o que fez a série terminar mediana e muito aquém do esperado.

Quanto a Yamada-kun to 7-nin no Majo, outra série que teve um ótimo começo, o problema maior foi o ritmo. A série é baseada num mangá homônimo que possui um ritmo bem cadenciado, no entanto o anime quis contar muito mais história do que cabia nos seus 12 episódios, logo é fácil imaginar o que isto causou. Ainda assim a série tem seus méritos, mas também não chega a ser muito mais que mediana.

Para quem acompanhou os comentários sobre cada episódio desse anime lá no Kyoudai Podcast já sabe, mas vale lembrar que eu só me interessei por Plastic Memories devido a ficção científica que a rodeia e acredito que muitos tenham feito o mesmo. Uma vez que a série sempre se propôs a apresentar um romance junto aos elementos de ficção científica, não houve nada durante a obra que possa ter causado espanto, mas praticamente as questões de pseudo ciência só são relevantes até pouco depois do meio do anime, daí em diante o ponto principal da série é apenas o romance e por isso o ritmo acaba mudando um pouco no final da série, o que não me espantou, apenas não me empolgou. E apesar de eu achar o final do anime muito honesto, acredito que não apenas para mim, como um todo a série também não foi muito mais que mediana.

Um verdadeiro herói!

Um verdadeiro herói!

O que isso tudo significa? E afinal, a temporada foi boa ou ruim? Dizer que a temporada foi boa seria um exagero, além de que, está longe de ser uma temporada memorável, mesmo com algumas boas séries. Agora dizer que ela foi ruim não vai ser completamente justo, pois um exercício que faça há algum tempo, é minimizar ao máximo as possibilidades de ver séries que eu não gostei nenhum pouco no início, por isso tantas série dropadas. Além disso, ao longo do tempo eu vou colocando muitas séries em espera, pois é normal que por vários motivos pessoais eu não esteja gostando de uma série. Por exemplo, eu estou numa fase em que pouquíssimas séries colegiais e moe’s me interessam, então é comum que eu coloque em espera séries desses tipos, mesmo que eu não desgoste completamente delas.

Dito isso, seria errado eu dizer que a temporada foi completamente ruim para mim, porque na prático eu não perdi muito tempo com praticamente nenhum anime que eu realmente achasse ruim ou muito monótono. Infelizmente nem todas as séries que continuei vendo me agradaram até o fim. Porém, eu acredito que a temporada tenha sido fraca, já que geralmente eu acompanho mais do que 10 animes por temporada e mesmo entre esses 10 que acompanhei, só metade me agradou muito. Ainda assim, eu senti que tive boas surpresas com duas séries (Hibike! Euphonium e Punchline) que eu não esperava muito. Tirando então as três séries medianas  que mencionei anteriormente e essa duas que gostei, mas não foram memoráveis, as outras cinco séries que vi ou que estou vendo ainda, são as que realmente me agradaram, sendo elas: Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei SenekiYahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Zoku, Baby Steps 2, Daiya no Ace 2 e Ore Monogatari!.

Eu vejo esse anime e eu só penso como dávamos importância demais para coisas tão pequenas na nossa adolescência.

Como dávamos importância para coisas tão pequenas na nossa adolescência…

Concluindo, não vale a pena eu falar aqui das séries que dropei, pois a maioria dessas não vi mais que 2 episódios, o que denota meu desinteresse por elementos intrínsecos dessas séries, que podem se tornar menos relevantes ao longo do anime, de modo que, por falta de tempo e interesse em esperar por uma virada nessas série, eu preferi não vê-las mais e certamente não tornarei à vê-las no futuro. Também não acho que vale a pena eu falar das séries que deixei em espera.

O que vale a pena é falar de certos pontos que se destacam na temporada como um todo. Um desses pontos é a falta de variedade, pois havia muitas séries semelhantes, tanto em roteiro, quanto visualmente. Também acredito que quase nenhum anime soube utilizar bem clichês. Dentre as séries que gostei mesmo, somente Ore Monogatari! parece que soube usar os clichês do seus gêneros e nem é minha série preferida da temporada. Também acredito que faltou séries que soubessem balancear questões mais maduras, apenas Plastic Memories em menor escala, e Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Zoku, mais profundamente, souberam ter uma linguagem verossímil para tratar de questões inerentes a personalidade humana que esperamos que cada personagem transpareça. Por fim, vale destacar que essa foi mais uma temporada sem obras realmente grandiosas. Claro que certas obras vão conversar muito melhor com algumas pessoas que podem ou não ser marcadas por elas, mas não teve nenhum anime que você diga: “Esse anime é uma obra prima” ou “Esse anime é essencial para a geração atual de animes” ou “Esse anime quebrou paradigmas” ou ainda “Esse anime é um marco”. A temporada teve bons animes, mas acho difícil no futuro alguém lembrar dela como uma grande temporada, talvez no futuro nem lembremos dela.

TOPS LEGAIS DESSE Fim DE TEMPORADA E ALGUNS COMENTÁRIOS

Antes de começar a apresentar os tops, vale lembrar que esta é minha opinião e com certeza diverge da opinião de muitos, se quiserem apresentar seus tops e seus argumentos nos comentários ficarei muito contente, caso não tenham visto os animes informados, acho que deveriam dar uma olhada, mas verifiquem antes o gênero para não se deparar com algo que não te interessa, pois, por exemplo, eu gosto muito de séries espaciais, mas tem pessoas que não se interessam por animes deste tipo.

Baby-Steps-anime-5550

Só não foi melhor, porque o estúdio está atrapalhando.

Melhores animes

Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki

Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Zoku

3º Baby Steps 2

4º Daiya no Ace 2

Ore Monogatari!

Não fosse por certos episódios de romance bastante clichê, essa segunda temporada de Sidonia no Kishi seria ainda melhor que a primeira, que já foi muito boa. Um execelente anime espacial, e que eu vi todo dublado em português. Obrigado Netflix, Polygon Pictures e Tsutomu Nihei! Já Yahari só não foi melhor, porque acabou deixando coisas demais em aberto, que espero que sejam resolvidas numa terceira temporada, fora isso, que anime bom… Baby Steps 2 é um anime de esportes tão bom que mesmo eu achando tênis chato pra caralho que supera supera as limitações técnicas do estúdio e o ritmo lento do mangá, empolgando cada vez mais quem assiste esse anime. Daiya no Ace 2 é um ótimo anime de beisebol e particularmente eu gosto muito de animes de beisebol. E o que dizer desse romance shoujo que eu considero pacas? Obrigado Ore Monogatari! por me apresentar o casal mais maneiro dos animes de romance em anos e de quebra apresentar uma excelente subtrama de amizade.

53257l

Eu quero ser amigo do Tanikaze!

Melhores continuações

Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki

Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Zoku

3º Baby Steps 2

Não acho que Sidonia no Kishi e Yahari conseguiram superar suas primeiras temporadas, mas não foram muito inferiores não. Na verdade, tecnicamente as duas evoluíram bastante mesmo, apenas acho que o roteiro das primeiras temporadas dessas séries foram um pouco melhores. E que finais incríveis as duas séries tiveram, apesar de que tudo ficou extremamente em aberto. Já Baby Steps 2 está  me saindo superior a primeira temporada, porém já era de se esperar, já que é um anime de esporte.

maxresdefault (1)

Eu tenho que voltar a ver esse anime!

Animes mais bonitos

1º Kekkai Sensen

2º Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka

Hello! Kiniro Mosaic

Menção Honrosa: Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki

Eu não sei porque realmente eu parei Kekkai Sensen, mas certamente ele merece o título de série mais bonita da temporada. Ele consegue fazer um misto urbano e sobrenatural que pouquíssimas obras conseguem, fora a forma excelente que utiliza efeitos de luz. Danmachi tem um design de personagens muito bonito e tem belos cenários. Hello! Kiniro Mosaic pode está longe de ser um anime muito popular, mas é um moe muito bonito! O que Sidonia não tem de bonito nos designs de personagens e na animação ele compensa no design de mechas e nos cenários. Pode ser perigoso morar em Sidonia, mas que é um lugar maneiro, isso é.

Mais feio

Uuuuyaaaahhhhhh!

Uuuuyaaaahhhhhh!

Ninja Slayer The Animation

Eu acho que não preciso explicar esse, basta ver o gif acima!

1427906016_owari_no_seraph_trailer_2489

Malditos primeiros episódios de anime

Maiores Decepções

1º Owari no Seraph

2º Vampire Holmes

3º Nagato Yuki-chan no Shoushitsu

Menção Honrosa: Final de Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka

Owari no Seraph tem o melhor primeiro episódio nada haver com o resto do anime desde Tower of Druaga, mas a diferença é que Druaga ainda é interessante a partir do episódio 2 e Owari no Seraph… (T.T me devolvam queles meus 25 minutos de vida!)… Esse eu faço questão de dar spoiler, não há vampiros em Vampire Holmes. Eu sei que Nagato Yuki-chan no Shoushitsu nunca se propôs a ser mais que um slice of life, mas vindo de Suzumiya, sempre esperamos algo a mais… Que final esse de Danmachi, que final?!

Ele não é o herói que queremos, mas é o herói que precisamos.

Ele não é o herói que queremos, mas é o herói que precisamos.

Melhores Surpresas

Punchline

Hibike! Euphonium

Ore Monogatari!

Nem eu, nem ninguém que desgosta de animes ecchis esperava nada de Punchline, diante de uma sinopse tão estúpido como a de “um espírito de um garoto que não pode ver calcinhas senão o mundo é destruído”, mas o anime não só surpreende por ter uma história de heróis e ficção científica, mas por realmente utilizar o ecchi de forma estúpida como um elemento importante da história e ainda assim conseguir ter uma sequência narrativa muito bem bolada, com diálogos muito maneiros e viradas realmente inesperadas. Hibike! Euphonium se destaca por ter tudo para ser apenas mais um slice of life colegial que usa música como pano de fundo, mas acaba por ser um animes sobre um clube de música que de fundo tem algum slice of life colegial. E eu não diria que Ore Monogatari! foi uma surpresa para mim, mas tem elementos dentro desse anime que realmente surpreendem, tal como, o quão maneiro é o amigo do protagonista e o quão loucas são as situações em que o protagonista se mete.

Melhores personagens masculinos

Takeooooo!

Takeooooo!

1º Takeo Gouda (Ore Monogtari!)

2º Hikigaya Hachiman (Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Zoku)

3º Nagate Tanikaze (Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki)

O Takeo é o herói, é o amigo, é o cara que todo homem queria ser… (ou não). Pessoalmente eu acho Hikigaya Hachiman o personagem mais sensato da história dos animes. E como não gostar de um herói como o Tanikaze?

Melhores personagens femininas

Provavelmente a melhor elfa assassina das mídias visuais

Provavelmente a melhor elfa assassina das mídias visuais

1ª Ryu Lion (Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka)

2ª Asuka Tanaka (Hibike! Euphonium)

3ª Rinko Yamato (Ore Monogatari!)

Difícil explicar as escolhas dessa categoria, pois particularmente não teve nehuma protagonista feminina que se destacou muito, só a Yamato talvez. Eu gostei muito da personagem Ryu de Danmachi, porque…. ela foda! Eu gosto muito da personalidade da Asuka (não tanto quanto eu gosto da personagem de Evangelion, é claro) de Hibike! Euphonium. E a Yamato de Ore Monogatari! é a namorada que todo mundo queria ter no colegial (principalmente os gordinhos).

Melhores aberturas

1º Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki

Ore Monogatari!

Kekkai Sensen

Que abertura incrível essa de Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki. É praticamente um hino homenageando os Cavaleiros de Sidonia. A abertura de Ore Monogatari! combina muito bem o clima romântico do anime, com a comédia e com a música. Eu vi muito pouco de Kekkai Sensen, mas que trilha e que uso de músicas…

Melhores Encerramentos

Kekkai Sensen

Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki

Daiya no Ace 2

Não tem como não gostar desse encerramento de Kekkai Sensen, em u ótima música e tem uma dancinha muito maneira. O encerramento de Sidonia no Kishi É simples e bonito, além de ser um orgasmo visual para fãs de mecha. Por fim, esse é apenas mais um ótimo encerramento Daiya no Ace, com sempre é simples e tem uma música muito maneira.

Animes que gostaria de ver uma continuação

Que final?!

Que final?!

Sidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki

2º Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Zoku

Não preciso falar muito, até porque não quero passar spoilers, mas essas séries merecem muito uma terceira temporada.

Enfim é isto! Espero que tenham curtido, fiquem atentos ao twiter @AnimePortfolio para comentários da temporada atual. Até mais!

Kyon News (10/06/2015)

Quem usa uma roupa de Batman dentro de uma armadura robô meio coelho?

Quem usa uma roupa de Batman dentro de uma armadura robô meio coelho?

Olá! Eu sou o Kyon e…

A DC é tão surpreendente que eu já espera pela nova surpresa (ruim) que virá  a cada trimestre. by Administrador do blog

Está no ar mais um Kyon News!

Manchetes do dia:

  • Prison School estreia em 10 de julho
  • Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri estreia em 3 de julho
  • Overlord estreia em 7 de julho
  • Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai estreia em 4 de julho

(mais…)

Kyon News (27/05/2015)

Que filme...

Que filme…

Olá! Eu sou o Kyon e ironicamente eu também estou preocupado com a Sailor Fukutização!

Está no ar mais um Kyon News!

Manchetes do dia:

  • Divulgado o primeiro trailer de Prison School
  • No Game, No Life ganha um mangá spinoff
  • Speed Racer vai ganhar novo anime

(mais…)

Kyon News A Edition (23/03/2015)

Clique na imagem e confira uma chuva de informações sobre o primeiro dia do Anime Japan 2015

Clique na imagem e confira uma chuva de informações sobre o primeiro dia do Anime Japan 2015

Olá! Eu sou o Administrador do blog e está no ar mais uma Kyon News! Na edição de hoje temos muitas notícias advindas a maioria do Anime Japan 2015 que aconteceu no fim de semana em Tokyo, parte das notícias que comentaria, vocês podem ver no post do Chunan clicando na imagem acima, mas ainda tem muita coisa para falar, por isso as notícias exclusivas da segunda-feira vão ficar todas para o post da madrugada junto com os lançamentos de anime no crunchyroll e das legendas dos fansubbers nacionais nos últimos 3 dias. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News K Edition (16/03/2015)

Tsundere, você sabe o que é? Clique na imagem e descubra.

Tsundere, você sabe o que é? Clique na imagem e descubra.

Eu sou o Kyon e está no ar mais uma Kyon News! Na edição de hoje temos uma novidade de mangá e duas de anime. E nessa edição também serão informados quais foram os novos episódios de  anime  legendados por fansubbers brasileiros nessa segunda-feira e os episódios novos disponibilizados pelo Crunchyroll.pt nessa tarde e noite de segunda-feira. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (28/12/2014)

Coletânea de boas festas – parte 3

Coletânea de boas festas – parte 3

Olá! Aqui é o Administrador do blog e está no ar mais uma edição da coluna Kyon News! Hoje temos um novidade de mangá, uma de anime e seis trailers. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (27/12/2014)

Coletânea de boas festas – parte 2

Coletânea de boas festas – parte 2

Olá! Eu sou o Administrador do blog e está no ar mais uma edição da coluna Kyon News! Hoje temos três novidades de mangá, três novidades de anime e dois trailers! Vale ressaltar que nesse domingo começou o Comic Market 87, então muitas notícias ainda virão nesses próximos 3 dias. Sem mais delongas, vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (21/12/2014)

Bastidores do Kyon News... talvez.

Bastidores do Kyon News… talvez.

Olá! Eu sou o Administrado do blog e está no ar  mais um Kyon News! O dia do Aniversário do Anime Portfolio em vez de ser um dia mais calmo com poucas novidades, para que a data fosse comemorada de forma tranquila, foi outro dia com muitas notícias (na verdade são “apenas” 7). Hoje temos uma novidade de mangá, cinco novidades de anime e um trailer.

(mais…)

Kyon News (19/12/2014)

Saudades de Uchuu Kyoudai!

Saudades de Uchuu Kyoudai!

Yo! Aqui é o Administrador do blog e está no ar mais um Kyon News! Hoje temos uma novidade de mangá, quatro de anime e um trailer. Sem mais delongas, vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (17/11/2014)

Top 5 Estreias da Temporada – Terceiro Lugar: Parasyte

Top 5 Estreias da Temporada – Terceiro Lugar: Parasyte

Olá! Está no ar mais um Kyon News! Na edição de hoje temos duas novidades de mangá, uma de anime e dois trailers. Enfim, vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (09/11/2014)

Top 3 Animes de Comédia da Temporada - Terceiro Lugar: Denki-Gai no Honya-san

Top 3 Animes de Comédia da Temporada – Terceiro Lugar: Denki-Gai no Honya-san

Olá! Está no ar mais um Kyon News! Na edição de hoje temos várias novidades de mangá e anime e, finalmente, novos trailers. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (24/10/2014)

Yona Hime!!!

Yona Hime!!!

Olá! Eu sou Kyon e essa é mais uma edição da coluna Kyon News! O Administrador do blog continua doente, mas para sorte dele hoje temos poucas novidades, apenas duas de mangá e uma de anime. Vamos as notícias…

(mais…)

Considerações Finais sobre La Storia della Arcana Famiglia

Dando continuidade aos textos de considerações finais, hoje é dia de falar de um anime que não tive lá muito prazer em vê, mas como não havia cumprido a meta da coluna Hora de Aventura 3, tive de vê-lo. Então vamos as considerações de…

La Storia della Arcana Famiglia

Enrolando até o fim...

Enrolando até o fim…

Para quem nunca assistiu La Storia della Arcana Famiglia, indico que leiam a resenha do Erick Dias para o Animecote.

Título:La Storia della Arcana Famiglia
Obra Original: Otome Game para PSP
Gêneros: Drama, Romance, Comédia, Máfia, Poderes Sobrenaturais
Número de episódios: 12
Ano de Lançamento: 2012
Produtora: J.C. STAFF
Diretor: Kon Chiaki

A história se passa em uma pequena ilha do Mediterrâneo que é protegida por uma família de mafiosos, chamada Família Arcana. Alguns membros desse grupo possuem habilidades especiais ligadas a cartas misteriosas, chamadas cartas Arcana. Em meio a esses mafiosos se destacam como protagonistas três jovens: Felicita, a filha do líder da Família Arcana e que possui a carta do coração (e outra que é descoberta depois), Nova, o primo de Felicita e líder do grupo de seguranças da ilha, que  tem  um design meio oriental e possui a carta da morte, e por fim, Liberta, um órfão que foi resgatado por um dos membros da família Arcana após libertar (por mais que pareça, eu não estou querendo fazer um trocadilho infame) seu poder Arcana e queimar o local onde morava, ele possui a carta do Pierrot. Além destes, há outros personagens de destaque e alguns deles são citados ao longo deste texto. A trama em si começa quando o líder da família Arcana, o pai de Felicita, decide promover um torneio, chamado Arcana Duelo, que irá definir quem será o próximo líder da família e  o vencedor ainda ganhará a  mão de Felicita em casamento (a não ser que ela própria ganhe) e terá um de seus desejos realizados, sendo que todos os membros que possuem algum poder associado a uma carta Arcana podem participar. Ao longo do anime vamos conhecendo o dia a dia e o passado dos personagens importantes para a trama e o tal do Arcana Duelo ocorre apenas durante parte do penúltimo episódio.

Com relação a arte dos personagens, de fato é bem agradável, mas por ser uma obra baseada em um Otome Game, me incomoda um pouco a escassez de membros do núcleo feminino. Os cenários não impressionam, mas são muito bem construídos e aproveitados. Se por um lado a arte é boa, por outro a animação tem médios e baixos momentos, muitas das poucas cenas de ação são fracamente animadas, embora haja alguns momentos de luta que a animação até se sobressai, porém, no geral, a animação não incomoda tanto, mas não ajuda muito. A dublagem da grande maioria dos personagens me agrada, apenas me incomoda um pouco a voz do personagem Jolly, que tenta passar um ar misterioso e o personagem até age de maneira meio misteriosa, mas não acho que a voz encaixa tão bem com o character design deste personagem. Por fim, mal lembro da trilha sonora, não que seja tão ruim assim, apenas não se destaca em momento algum e nem mesmo a abertura ou encerramento chegam a empolgar, por sinal, o vídeo de encerramento é tão genérico que eu simplesmente o pulava ou ignorava.

O anime tem todo um clima de Otome Game e vemos a trama principalmente pela visão de Felicita, mas a obra não chega a forçar a barra nos romances, o grande problema porém é que o anime cria uma expectativa ao início de que será uma trama com cenas de ação, que o torneio supracitado será super importante, que o lado obscuro dos tais poderes Arcana seriam bem explorados e dariam o grande ar de mistério a uma parte da trama, mas no final, boa parte do anime não passa de um slice of life, perdendo-se muito tempo com a explicação do passado de quase todos os personagens, isso quando não há alguma tarefa pequena a ser feita por um ou outro membro da família Arcana que de um modo ou de outro vai ter ajuda de Felicita, Liberta e/ou Nova. O mistério ao redor das cartas arcanas apenas é mais explorado no final da série quando se fala da história do líder da família e do passado de Felicita, mesmo que em quase todo episódio um ou outro personagem use sua habilidade para resolver algum problema menor. As poucas lutas são sempre rapidamente resolvidas ou deixadas de lado e quase sempre são sem graça. Por fim, embora não seja foco do anime, o lado de romance não chega a ser totalmente ruim, no entanto não leva a nada, ou melhor, o tempo todo, tudo se encaminha para um gigantesca Friend Zone.

O anime deixa a impressão de que tudo aquilo que foi feito pelos personagens antes ou que será feito no futuro, após essa trama, é mais empolgante, sendo contada uma das partes menos interessante da vida destes, o que não faz lá muito sentido. Para não dizer que o anime é totalmente desagradável, pois de fato não é, a trama envolvendo Felicita e seu pai que ocorre quase no fim da série até que é interessante. No mais, fora a própria Felicita, não senti empatia por nenhuma outro personagem, achei boa parte dos diálogos chatos e o lado de comédia não me agradou em nada. Falando em personagens e em cenas forçadas, achei o trio formado por Luca, o capacho da Felicita, Pace, o bobão glutão super forte, e Debito, o pseudo bad boy garanhão, irritante quase toda vez que apareciam na tela depois da meade do anime, pois a aparição deles juntos, quase sempre termina em uma situação que tenta ser cômica, mas que não tem graça alguma. Enfim, está claro que o anime não me agradou, há obras bem piores e outras muito melhores e em geral eu não consigo pensar à quem indicaria a série, mas se você gosta de obras baseadas em Otome Games, talvez possa lhe agradar um pouco, embora acho que o anime não é competente nem como uma adaptação animada de um jogo de relacionamento para garotas. E se mesmo assim, você ainda quiser ver o anime, pelo menos não faça maratona,  pois posso garantir que isso é uma experiência extremamente maçante.