O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

Posts marcados ‘Kobato’

Sobre Músicas e Animes 17: Tema Livre

Muitos lobos e outras criaturas nesse podcast!

Muitos lobos e outras criaturas nesse podcast!

Yo! Cá estou para lhes trazer mais uma edição do podcast musical mais livre de amarras da podosfera mundial, o Sobre Músicas e Animes que chega em sua 17º edição trazendo uma convidada a mais. No programa que lhes trago hoje estiveram presentes eu (Evilasio Junior), o Carlírio Neto do blog Netoin, também conhecido como o padrinho da Otakusfera brasileira, o Luklukas do Chuva de Nanquim e do Yopinando Shinbun, o Bebop e o Erick do Animecote, a AnaChan do Anekicorner, e nossa convidada da vez, a Lobo Paranoico (@LoboParanoico), carinhosamente apelidada de Loba, a garota que fala oi!

Essa edição teve o tema livre, ou seja, cada participante poderia escolher as músicas sem se preocupar com qualquer tema específico e isso gerou uma salada musical das melhores que já tivemos no podcast até então e claro que isso também significa uma seleção de animes variados que valem a indicação (ou pelo menos vale a indicação de suas músicas). Além disso, o podcast foi regado ao bom humor de sempre, com direito a praçódia do Bebop, aos comentários ácidos do Luk e a um momento inusitado de nossa convidada da vez.

Depois de escutar o podcast abaixo não deixem de comentar! Vocês também podem entrar em contato conosco pelo e-mail bloganimeportfolio@gmail.com.

Podcast: Download Alta Qualidade (74,6 mb) | Download Média Qualidade (49,7 mb)

Duração: 01:48:40

Podcast em particionado por música: Download (acesse o link e escolha a parte que quer escutar)

Feed de Podcasts do Yopinando: http://feeds.rapidfeeds.com/45097/

Blogs participantes desta edição:

Músicas indicadas neste podcast:

  • “Ride On Shooting Star”, Furi Kuri
  • “Free”, Basquash
  • “Madaromi no Rinne”, Utawarerumono
  • “Time to Attack”, Jormungand
  • “Seishoujo Ryouiki”, Rozen Maiden Traumend
  • “We Go”, One Piece
  • “Nagisa”, Clannad
  • “Gravity”, Wolf’s Rain
  • “Zzz Acappella Version”, Nichijou
  • “Over Night”, Le Chevalier D’éon
  • “Kiseki no Umi”, Record of Loddoss War
  • “You Won’t See Me Coming”, Gankutsuou
  • “Viva Namida”, Space Dandy
  • “Ashita Kuru Hi”, Kobato
  • “Kogarashi Sentimental”, Monogatari Series Second Season

Tema de abertura dessa edição:

  • “Hold Up!”, Hyper Police

BGM’s:

  • Ookiku Furikabutte OST
  • Angel Beats OST (CD 2)
  • “Diamonds”, Cowboy Bebop
  • “Kiss You”, Gin no Saji
  • “Waltz (Karoke Version)”, Honey & Clover
  • “Pray”, Gintama

Considerações Finais sobre Kobato

Yo! Hoje é dia de apresentar minhas considerações finais do último anime baseado em uma obra do estúdio CLAMP que vi (ao menos até então). Trata-se de Kobato, um anime que comecei a ver em 2009, mas acabei parando na metade e só retornei em 2013 depois de tê-lo como meta da segunda edição da coluna Hora de Aventura. Agora é hora de tecer considerações finais sobre essa bela obra.

Kobato ganbarimasu!

Kobato ganbarimasu!

Esse texto não é uma resenha de Kobato e pode apresentar alguns spoilers leves, então se você não conhece este anime recomendo ler antes a resenha do mesmo que fiz para o projeto Um Anime Por Dia acessando esse link.

Título:Kobato
Obra Original: Mangá
Autor da Obra Original: CLAMP
Gêneros:Fantasia, Comédia, Romance, Drama
Número de episódios: 24
Ano de Lançamento: 2009
Produtora:Madhouse
Diretor: Masuhara Mitsuyuki

Kobato Dobato é uma jovem especial que vive entre o céu e a terra e que recebeu a missão de curar e reunir corações partidos para que seu maior desejo seja realizado. Junto dela está sempre seu supervisor, Ioryogi, que tem a aparência de um cachorrinho de pelúcia, porém quando está irritado não é nada meigo e é capaz inclusive de soltar labaredas pela boca. Kobato é muito inocente e fará de tudo para ajudar as pessoas, mesmo as que não estão com coração partido, porém sua inocência pode e irá afetar em sua tarefa, além disso, há um grande mistério por trás do desejo de Kobato e de quem ela realmente é.

“Uma história de fantasia, drama e romance com uma pitada de comédia” é uma boa definição para este anime, porém meio superficial. O ponto mais forte da obra não está em seu roteiro nem nos elementos que o definem, mas nos personagens que são bem construídos e desenvolvidos. O mais fascinante da Kobato é a forma como a jovem se relaciona com os demais personagens tornando cada um deles importantes para a história e a medida que eles vão crescendo a própria protagonista vai se desenvolvendo, além disso, os mistérios que envolvem sua origem ganham uma importância crucial no final da trama, e a revelação ocorre em um momento muito bem escolhido.

Outro ponto interessante de Kobato, como em todas as obras da CLAMP,  é sua ligação com CLAMPverso (Universo das obras do grupo CLAMP). Dentro do anime há uma ligação direta com a obra Wish, inclusive os protagonistas dessa obra fazem parte do núcleo de personagens de Kobato. Outro grupo que aparece diretamente na história é o grupo de Tsubasa Reservoir Chronicle. Além deles, personagens semelhantes aos presentes em Chobits também fazem parte da obra, fora outras referências menores a outros títulos do grupo.

A animação da série é boa e a arte é muito bonita, em minha opinião, é a melhor arte de todos os animes baseados em obras da CLAMP, além disso, a dublagem e a trilha sonora também são excelentes, mas nem tudo são flores, considero que o anime tem um grande problema com o ritmo que é muito lento durante quase toda a obra, acelerando bastante apenas nos episódios finais, isso infelizmente pode e vai desagradar algumas pessoas, principalmente quem tiver interesse em fazer uma maratona, no entanto um pouco de esforço ou ver o anime de forma pausada é o bastante para que se chegue até o final, que por sinal é bem consistente e particularmente achei muito bom e muito bonito.

Enfim, Kobato é uma obra da CLAMP, onde as autoras imprimem bem sua assinatura, sem partir para ação ou para grandes melodramas, mantendo quase sempre o clima de tranquilidade e diversão. A sensação que Kobato passa é de que é uma obra feita para te por para cima e mostra que com um pouco de esforço é possível curar qualquer ferida do coração. Talvez não seja um animes para todos, mas acredito que quem gosta de uma boa obra de romance, drama e comédia, vai se divertir bastante com a história da inocente e atrapalhada Kobato Dobato.