O ogro azul dos fãs de anime e mangá…

Posts marcados ‘Madhouse’

Kyon Trailers (08/08/2015) – Levando uma surra do sono

Eu preciso de mais café...

Eu preciso de mais café…

“Antes de mais nada, não houve Kyon News nos últimos dias porque atualizei o meu Windows e isso gerou vários problemas. Apenas na noite desse sábado (antes de sair para uma reunião familiar) tornei meu computador novamente usável. Isso tudo acabou com um planejamento grande de conteúdos que sairiam nos últimos dois dias no Anime Portfolio e no Yopinando. Em caráter especial farei um post mais tarde (depois de eu acordar) com as notícias dos últimos dias.” by Administrador do blog.

Ol.. (bocejo)… á! Eu sou o Administrador do blog! Hoje estreia a coluna Kyon Trailers, um spinoff da coluna Kyon News, que tomará as madrugadas de sábado para domingo e que, apesar do “Kyon” no título, será apresentada por mim e não por aquele adolescente sadomasoquistarcástico que vocês acompanham nas demais madrugadas da semana (menos na de domingo para segunda). O título é autoexplicativo, mas esclarecendo para os mais lentos ou que estão com mais sono que eu, nessa coluna apresentarei e comentarei os trailers de animes que foram lançados na semana.

Enfim, está no ar o primeiro Kyon Trailers!

Trailers da semana:

  • Primeiro trailer da série Lance N’ Masques
  • Primeiro trailer do filme Wake Up, Girls! Seishun no Kage
  • Primeiro teaser da série Garo: Guren no Tsuki
  • Novo trailer do OVA de Wild Adapter
  • Primeiro trailer da série Monster Strike
  • Novo trailer da série Valkyrie Drive: Mermaid
  • Novo trailer do filme Boruto: Naruto The Movie onde é mostrado o Rasengan do Boruto
  • Novo trailer do filme Kono Sekai no Katasumi ni
  • Novo trailer da série One-Puch Man

(mais…)

Kyon News (10/06/2015)

Quem usa uma roupa de Batman dentro de uma armadura robô meio coelho?

Quem usa uma roupa de Batman dentro de uma armadura robô meio coelho?

Olá! Eu sou o Kyon e…

A DC é tão surpreendente que eu já espera pela nova surpresa (ruim) que virá  a cada trimestre. by Administrador do blog

Está no ar mais um Kyon News!

Manchetes do dia:

  • Prison School estreia em 10 de julho
  • Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri estreia em 3 de julho
  • Overlord estreia em 7 de julho
  • Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai estreia em 4 de julho

(mais…)

Kyon News K Edition (23/03/2015)

[Críticas de um Alone] – Modinhas. O que são?

Olá! Eu sou o Kyon e está no ar mais uma Kyon News! Na edição de hoje temos duas novidades de mangá, duas novidades de anime e dois trailers. Também serão informados quais foram os novos episódios de anime  legendados por fansubbers brasileiros nos últimos três dias e os episódios novos disponibilizados pelo Crunchyroll.pt nos últimos três dias. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News A Edition (23/03/2015)

Clique na imagem e confira uma chuva de informações sobre o primeiro dia do Anime Japan 2015

Clique na imagem e confira uma chuva de informações sobre o primeiro dia do Anime Japan 2015

Olá! Eu sou o Administrador do blog e está no ar mais uma Kyon News! Na edição de hoje temos muitas notícias advindas a maioria do Anime Japan 2015 que aconteceu no fim de semana em Tokyo, parte das notícias que comentaria, vocês podem ver no post do Chunan clicando na imagem acima, mas ainda tem muita coisa para falar, por isso as notícias exclusivas da segunda-feira vão ficar todas para o post da madrugada junto com os lançamentos de anime no crunchyroll e das legendas dos fansubbers nacionais nos últimos 3 dias. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News A Edition (20/03/2015)

Um final emocionante para um anime que me ganhou com o tempo, clique na imagem e veja os comentários sobre o final de Shigatsu Kimi no Uso lá no Netoin!

Um final emocionante para um anime que me ganhou com o tempo, clique na imagem e veja os comentários sobre o final de Shigatsu Kimi no Uso lá no Netoin!

Olá! Eu sou o Administrador do blog e está no ar mais uma Kyon News! Na edição de hoje temos cinco novidades de anime e três trailer. Também serão informados quais foram os novos episódios de  anime  legendados por fansubbers brasileiros nessa quinta-feira e começo de sexta-feira e os episódios novos disponibilizados pelo Crunchyroll.pt nessa tarde e noite de quinta-feira. Estava editando podcast na madrugada por isso não saiu Kyon News na madrugada de quinta para sexta. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (08/01/2015)

Eu sou Chalie!

Eu sou Chalie!

Olá! Está no ar mais um Kyon News! Hoje temos duas novidades de mangá, uma de anime e três trailers. Não deixem de conferir também no fim do post os animes lançados nessa quinta no Cruncyroll.pt e as legendas disponibilizadas nessa quinta por fansubbers nacionais. Sem mais delongas, vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (15/12/2014)

Chaika_005

Olá! Está no ar mais uma edição da coluna Kyon News! Hoje temos apenas novidades de anime, sendo duas delas. Sem delongas, vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (12/12/2014)

Que sono!

Que sono!

Olá! Eu sou o Administrador do blog e está no ar mais um Kyon News! Hoje temos várias novidades, sendo uma de mangá (nacional), três de anime e quatro trailers. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (09/12/2014)

Que @#$% de imagem é essa?

Que @#$% de imagem é essa?

Olá! Eu sou o Kyon e está no ar mais um Kyon News! Na edição de hoje temos uma novidade de mangá e duas de anime. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (24/11/2014)

O doce prazer de esperar pelas mesmas pessoas algumas centenas de milhares de vezes

O doce prazer de esperar pelas mesmas pessoas algumas centenas de milhares de vezes

Olá! Está no ar mais um Kyon News! Hoje com poucas notícias, apenas uma novidade de mangá e duas de anime. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (31/10/2014)

1272461460109_f

Nyaaaa~

Olá! Está no ar mais um Kyon News! Hoje temos uma edição com pouquíssimas notícias (que bom!), apenas dois anúncios de anime seguidos de trailers dos mesmos. Vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (17/10/2014 a 19/10/2014)

Por gentileza, terias interesse em uma peleja Pokemon?

Por gentileza, terias interesse em uma peleja Pokemon?

Oi! Aqui quem fala é o… (que dor de cabeça desgraçada) … Administrador do blog! Hoje trago-lhes esta edição de especial do Kyon News com seis notícias que foram divulgadas nos últimos dias envolvendo animes e mangás. Sem muitas delongas, vamos as notícias…

(mais…)

Kyon News (15/08/2014)

Mas já está na hora?

Mas já está na hora? (foto tirada ontem, talvez?)

Bom dia, boa tarde e boa noite! Comiket 86 acontecendo, então está saindo trailer de tudo que é canto, mas  o pior é eu ter que ver todos eles também hoje tem notícia brasileira e norte americana. Enfim vamos começar!

(mais…)

Este é meu TOP 5 de… Animes que mereciam remake

Yo! Dessa vez trago-lhes um top que de certa forma agrega ao top de animes que mereciam continuação, que postei semana passada. Hoje falarei de  cinco animes, que a meu ver, mereciam um remake. Em geral remakes não são exatamente bem aceitos, ao menos não pelos fãs das obras originais, porque uma vez que uma obra narrativa é considerada boa, não parece haver necessidade de recontá-la, vemos isso muito como uma forma da indústria tentar conseguir mais dinheiro com uma antiga franquia e de o fato é, porém existem obras que por algum motivo não foram apresentadas da maneira que merecia. Ainda assim, pode-se dizer que é raro um remake ser realmente tão bom ou melhor que o original, ou ainda diferente a um ponto que conseguimos aceitá-lo por completo, mas existem casos de sucesso que comprovam que um remake pode ser sim muito bom. Entre os animes, o exemplo mais claro dos últimos anos é Full Metal Alchemist Brotherhood, que para muitos conseguiu não apenas sintetizar de forma precisa tudo que tem no mangá, mas conseguiu superar o anime anterior, Full Metal Alchemist, que é considerado muito bom, mesmo com metade dele destoando da história do mangá que o deu origem.  Antes de mais nada, vale também deixar claro, que remakes só valem a pena se a obra é boa, pois recontar uma obra ruim não vale a pena por melhor que seja a nova forma de contá-la. Sem mais delongas vamos ao meu top 5.

5º Lugar – Soul Eater

Characters-soul-eater-24724866-1280-907

Exibição original: De 7 de abril de 2008 a 30 de março de 2009
Estúdio: Bones
Diretor:
Igarashi Takuya
Mídia Original:
Mangá
Autor da obra Original: Okubo Atsushi

Antes de mais nada, a série de tv de Soul Eater é boa, na verdade acima da média. Tecnicamente é um dos melhores trabalhos do estúdio Bones, porém como muitos animes baseados em mangá, em um certo momento a série de tv alcançou sua mídia original (vale ressaltar que o mangá só teve fim em agosto de 2013), desta forma o estúdio tinha apenas duas opções: parar o anime, para talvez retornar com uma segunda temporada no futuro, ou criar um final para o anime que ia destoar do mangá. Tal como em Full Metal Alchemist, o Bones decidiu escolher a segunda opção, no entanto, nem o menos fã da obra poderia dizer que a conclusão agradou. Digamos que o Bones usou e abusou do recurso do Deus Ex Machina para construir um final claramente apressado.  Vendo desse modo, tal como Full Metal Alchemist, Soul Eater merecia sim uma nova série, até porque a obra não chega a passar sequer da metade do mangá, mesmo com seus 51 episódios, outra coisa em comum com Full Metal Alchemist. Vale ressaltar, que apesar do fim do mangá ser recente, são poucas as esperanças de um novo animes de Soul Eater, ou pelo menos um anime baseado na obra original, pois já foi confirmado um anime do spin off Soul Eater Not, o que é estranho dado o fato que esse mangá só tem 3 volumes completos até o momento, será que a Bones vai fazer o número 2 de novo…

4º Lugar – Gantz

watch-hacksign-episodes-online-english-sub-thumbnailpic1

Exibição original: De 13 de abril de 2004 a 18 de novembro de 2004
Estúdio: Gonzo
Diretor:
Itano Ichirou
Mídia Original:
Mangá
Autor da obra Original: Oku Hiroya

O que dizer de Gantz? Tecnicamente o anime começou aceitável, mas a medida que a história ia se seguindo e que mais era exigido da animação e da arte, o anime foi se mostrando um trabalho bem meia boca da Gonzo, mas o pior de fato é a história, afinal até hoje não ficou muito claro o porque de a Gonzo modificar tanto a obra a seu gosto, ainda que o anime tenha chegado próximo ao mangá,  as mudanças que ocorrem do episódio 12 a 26 do anime são de chorar de agonia. Vale ressaltar que uma das principais reclamações que os fãs tem contra o estúdio Gonzo é o fato de ele costumeiramente mexer na história da obra, mesmo quando há sim uma referência completa a ser seguida, como por exemplo um livro ou um mangá quase no fim. Bem, Gantz é um dos mais conceituados,  ou pelo menos, um dos mais famosos, seinens desse século, sem dúvida ele merecia um remake digno, nem que fosse apenas para recontar de forma decente o primeiro arco da obra.

3º Lugar – Pandora Hearts

pandora-hearts

Exibição original: De 3 de abril de 2009 a 25 de setembro de 2009
Estúdio: Xebec
Diretor:
Kato Takao
Mídia Original:
Mangá
Autor da obra Original: Mochizuki Jun

Dessa vez não tivemos grandes mudanças na obra nem nada que afetasse a história, que termina em aberto em um ponto até bom, porém o Xebec parece ter selecionado alguns dos seus funcionários mais inexperientes para cuidar da arte, da animação e até dos efeitos sonoros desse anime. A produção é tão estranha que o anime nem parece ter sido feito nesse século, pois a qualidade de animação rivaliza com obras fracas dos anos 80, além disso, a arte é confusa  e nem a dublagem, que é boa, chega a ser capaz de ofuscar esses problemas. Aliás a dublagem, parte da trilha sonora e a história salvam o anime de Pandora Hearts de ser de fato uma porcaria. Por falar nisso, taí um mangá mais voltado para o público feminino que ia ser legal ver por aqui.

2º lugar – Claymore

Wallpaper_Claymore 05

Exibição original: De 4 de abril de 2007 a 26 de setembro de 2007
Estúdio: Madhouse
Diretor:
Tanaka Hiroyuki
Mídia Original:
Mangá
Autor da obra Original: Yagi Noriho

Claymore é a prova de que às vezes um final faz toda a diferença e nesse caso a diferença em questão é pra ficar em posição fetal se perguntando o porquê? Desde o começo estava claro que o anime ia parar em um ponto em aberto da história do mangá, também desde o começo da segunda metade da obra, mudanças sutis em relação a história do mangá foram sendo feitas, mas quando você cria um arco final sem pé nem cabeça em que a qualidade técnica decai,  em que a história em relação ao mangá é covardemente alterada e que ainda deixa tudo em aberto, aí parece que de fato todos aqueles bons, ou melhor, excelentes episódios anteriores, são esquecíveis. É  uma vergonha o que a Madhouse fez com o fim de Claymore, apenas esse não é meu primeiro lugar desse top, pois ele ainda está no grupo de obras relativamente boas cujo final foi o grande problema.

1º Lugar – Dance In The Vampire Bund

series_16154

Exibição original: De 7 de janeiro de 2010 a 1 de abril de 2010
Estúdio: Shaft
Diretor:
Sonoda Masahiro, Shinbou Akiyuki
Mídia Original:
Mangá
Autor da obra Original: Nozomu Tamaki

O primeiro episódio de Dance In The Vampire Bund já mostra que tecnicamente ele não seria um grande anime, muito provavelmente devido ao visual escolhido pela Shaft, mas é um dos inícios mais brilhantes que o estúdio já produziu, porém tudo que vem depois, com exceção da história, pode ser jogado na lixeira. A animação é fraca, mas nada que não se esperasse da Shaft, porém a forma como eles tentam contornar esse problema, usando seus clássicos efeitos visuais exagerados que fazem seus animes parecerem obras de arte surrealistas, são minimamente medíocres. A dublagem é fraca, com exceção da protagonista Mina Tepes, além disso, a trilha sonora não ajuda e a arte é… Em minha opinião essa obra é uma das poucas obras japonesas que usa os vampiros clássicos (com algumas modificações é claro) de forma decente, ou melhor, de forma realmente boa.  O anime acabou com toda a densidade da obra e a tornou um grande fanservice meio dark.  É um anime totalmente esquecível e na prática, Dance In the Vampire Bund não me parece uma obra que faz lá muito sentido na mídia animada, até porque  não tem apelo nenhum ao público casual, não pode ser apresentada para crianças e cujo fanservice da “primeira parte”  (que existe  no mangá) não é nada de mais (o da segunda parte já é outra história), mas o anime original foi tão mal feito que devia haver um remake bom para servir como um pedido de desculpas pela porcaria que foi exibida antes.

Enfim, como gosto varia de pessoa para pessoa é claro que mais uma vez a lista acima vai destoar em relação a lista de muitos de meu caros leitores, alguns irão preferir remakes de obras que acho ruim e alguns também acharão ruim alguma(s) das obras citadas e por isso não concordariam com esse(s) remake(s), por esses outros motivos, sempre repito que Esse é  apenas meu top 5… Qual é o seu?

Considerações Finais sobre Kobato

Yo! Hoje é dia de apresentar minhas considerações finais do último anime baseado em uma obra do estúdio CLAMP que vi (ao menos até então). Trata-se de Kobato, um anime que comecei a ver em 2009, mas acabei parando na metade e só retornei em 2013 depois de tê-lo como meta da segunda edição da coluna Hora de Aventura. Agora é hora de tecer considerações finais sobre essa bela obra.

Kobato ganbarimasu!

Kobato ganbarimasu!

Esse texto não é uma resenha de Kobato e pode apresentar alguns spoilers leves, então se você não conhece este anime recomendo ler antes a resenha do mesmo que fiz para o projeto Um Anime Por Dia acessando esse link.

Título:Kobato
Obra Original: Mangá
Autor da Obra Original: CLAMP
Gêneros:Fantasia, Comédia, Romance, Drama
Número de episódios: 24
Ano de Lançamento: 2009
Produtora:Madhouse
Diretor: Masuhara Mitsuyuki

Kobato Dobato é uma jovem especial que vive entre o céu e a terra e que recebeu a missão de curar e reunir corações partidos para que seu maior desejo seja realizado. Junto dela está sempre seu supervisor, Ioryogi, que tem a aparência de um cachorrinho de pelúcia, porém quando está irritado não é nada meigo e é capaz inclusive de soltar labaredas pela boca. Kobato é muito inocente e fará de tudo para ajudar as pessoas, mesmo as que não estão com coração partido, porém sua inocência pode e irá afetar em sua tarefa, além disso, há um grande mistério por trás do desejo de Kobato e de quem ela realmente é.

“Uma história de fantasia, drama e romance com uma pitada de comédia” é uma boa definição para este anime, porém meio superficial. O ponto mais forte da obra não está em seu roteiro nem nos elementos que o definem, mas nos personagens que são bem construídos e desenvolvidos. O mais fascinante da Kobato é a forma como a jovem se relaciona com os demais personagens tornando cada um deles importantes para a história e a medida que eles vão crescendo a própria protagonista vai se desenvolvendo, além disso, os mistérios que envolvem sua origem ganham uma importância crucial no final da trama, e a revelação ocorre em um momento muito bem escolhido.

Outro ponto interessante de Kobato, como em todas as obras da CLAMP,  é sua ligação com CLAMPverso (Universo das obras do grupo CLAMP). Dentro do anime há uma ligação direta com a obra Wish, inclusive os protagonistas dessa obra fazem parte do núcleo de personagens de Kobato. Outro grupo que aparece diretamente na história é o grupo de Tsubasa Reservoir Chronicle. Além deles, personagens semelhantes aos presentes em Chobits também fazem parte da obra, fora outras referências menores a outros títulos do grupo.

A animação da série é boa e a arte é muito bonita, em minha opinião, é a melhor arte de todos os animes baseados em obras da CLAMP, além disso, a dublagem e a trilha sonora também são excelentes, mas nem tudo são flores, considero que o anime tem um grande problema com o ritmo que é muito lento durante quase toda a obra, acelerando bastante apenas nos episódios finais, isso infelizmente pode e vai desagradar algumas pessoas, principalmente quem tiver interesse em fazer uma maratona, no entanto um pouco de esforço ou ver o anime de forma pausada é o bastante para que se chegue até o final, que por sinal é bem consistente e particularmente achei muito bom e muito bonito.

Enfim, Kobato é uma obra da CLAMP, onde as autoras imprimem bem sua assinatura, sem partir para ação ou para grandes melodramas, mantendo quase sempre o clima de tranquilidade e diversão. A sensação que Kobato passa é de que é uma obra feita para te por para cima e mostra que com um pouco de esforço é possível curar qualquer ferida do coração. Talvez não seja um animes para todos, mas acredito que quem gosta de uma boa obra de romance, drama e comédia, vai se divertir bastante com a história da inocente e atrapalhada Kobato Dobato.

Anime Portfolio no projeto Um Anime Por Dia: Tokyo Godfathers

Saiu mais um texto do Anime Portfolio para o projeto umanimepordia.com.br. E o anime recomendado esta vez é…

Tokyo Godfathers

Tokyo Godfathers é um filme que foi exibido pela primeira vez em 30 de agosto de 2003 no evento Big Apple Anime Fest em Nova York. O filme foi escrito e dirigido por Satoshi Kon, o mesmo diretor de Millennium Actress, Perfect Blue, Paranoia Agent, Paprika e Ani*Kuri 15, e foi produzido pelo estúdio Madhouse, Gungrave, Redline, Chobits, X-Men, Beck, Chihayafuru, Needless, Akagi,  Kaiji, Hajime no Ippo, Perfect Blue, Paprika, Black Lagoon, Kobato, Allison to Lillia e Nana.

A história é protagonizadas por três sem tetos que encontram um bebê abandonado no meio do lixo durante a noite de natal. O grupo é formado por uma adolescente que fugiu de casa, por um senhor idade meio ranzinza,  mas bastante emotivo e por uma ex drag queen e cantora, essa última chamada Hana, quer ficar com o bebê como se ele fosse o filho que ela nunca poderá ter e após insistir muito os três concordam cuidar dele naquela noite e levá-lo a polícia no dia seguinte, mas nada vai ser como eles esperam e vai começar uma jornada cheia de momentos únicos e milagres de natal em busca dos verdadeiros pais da criança que recebeu o nome de Kiyoko (Kiyo – pura, em homenagem a noite em que nasceu, Ko – criança). Ao longo da jornada, o passado de cada um desses três voltará para assombrá-los e, talvez, para perdoá-los também.

Para conferir a resenha completa de Tokyo Godfathers acesse umanimepordia.com.br.

Anime Portfolio no projeto Um Anime Por Dia: Nana

Saiu mais um texto do Anime Portfolio para o projeto umanimepordia.com.br. E o anime recomendado esta vez é…

Nana é um anime de 2006, baseado no mangá homônimo de Ai Yazawa, a mesma autora de Gokinjo Monogatari e Paradise Kiss. O mangá continua a ser publicado até hoje, na verdade o mangá está em hiato a alguns anos. A série animada tem 47 episódios, foi produzida pelo estúdio Madhouse, o mesmo de o mesmo de  Gungrave, Redline, Chobits, X-Men, Beck, Chihayafuru, Needless, Akagi,  Kaiji, Hajime no Ippo, Paprika, Black Lagoon, Kobato, Allison to Lillia, Aoi Bungaku Series e Toki wo Kakeru Shoujo, e dirigida por Morio Asaka, o mesmo diretor de Clamp Wonderland, Cardcaptor Sakura, Chobits, Gunslinger Girl e Chihayafuru.

A história gira em torno de duas jovens mulheres chamadas Nana que saíram de sua cidadezinha no interior em direção a Tokyo… As duas se conheceram dentro do trem que ia em direção a capital japonesa e, embora muito diferentes, acabaram se dando bem desde o princípio. Komatsu Nana é uma jovem sonhadora que se apaixona facilmente e por isso mesmo acaba se decepcionando bastante, seu objetivo inicial é ir para Tokyo e morar com seu atual namorado que ela conheceu através de uma amiga em comum, já a outra protagonista se chama Oosaki Nana, ela é um ano mais nova que Komatsu, embora pareça mais madura, Oosaki Nana é uma cantora de rock que quer fazer sucesso em Tokyo, antigamente ela namorava o guitarrista da primeira banda de que participou, mas quando ele decidiu ir pra Tokyo se unir a um grupo formado por uma famosa gravadora, se desligando assim da banda, ela decidiu ficar, mesmo ele a querendo a seu lado, pois não queria ser apenas a mulher dele, queria ser alguém por si só, seguir com seu sonho de se tornar uma famosa cantora. A história das duas não se separam ao chegar em Tokyo apenas, pois por um acaso do destino elas começam a dividir o mesmo apartamento e com isso sua a amizade fica cada vez maior. Ao longo da série, elas acabam passando por diversas dificuldades e encontros e desencontros, mas também há momentos felizes.

Para conferir a resenha completa de Nana acesse umanimepordia.com.br.

Rizelmine

Shimashou shimashou shimashou

Shimashou shimashou shimashou

“Um romance divertido e complicado, cheio de surpresas e ótimas piadas. Mimashou?”

Relatando…

Tomonori Iwaki é um garoto de 15 anos de idade que gosta de mulheres mais velhas. Ele estava apaixonado por sua professora, mas ficou extremamente decepcionado ao saber que ela ia se casar e pra piorar a história, ele também foi forçado a se casar, mas não com uma mulher mais velha, e sim com uma garotinha de 12 anos, tudo devido ao poder do governo, que forçou ele a se casar.

Rizel é uma garotinha de 12 anos super feliz, mas que tem duas pequenas diferenças em relação as outras garotas. A primeira é que ela tem 3 pais, que são agentes do governo, e 3 mães, que são cientistas que trabalham pro governo, e a segunda é que suas lágrimas são feitas de nitroglicerina, ou seja, quando ela chora vai tudo pelos ares. Ela também não se lembra de muitas coisas do seu passado, mas de uma coisa ela sabe, que ama um garoto chamado Tomonori Iwaki. E devido a imposição do governo, ela e Iwaki acabam se tornando Marido e Mulher.

Iwaki ao receber a notícia de que devia se casar com Rizel  imediatamente recusa, isso acaba por fazer Rizel chorar e assim ele descobre sobre a diferença das lágrimas de Rizel em relação as das outras pessoas, diferença essa que será um tormento em sua vida. Além disso, ele acaba tendo que conviver com ela por imposição do governo, convivência bem vista por seus pais que recebem uma recompensa toda vez que sua casa sofre danos devido as lágrimas derramadas por Rizel.

Rizel acaba também por frequentar a escola de Iwaki e por descobrir mais e mais coisas sobre o mundo fora do laboratório onde morava, faz muitos amigo e também faz, com Iwaki, muitas coisas pela primeira vez. Iwaki acaba sofrendo muito ao ter que suportar as lágrimas de Rizel e a convivência amigável entre seus pais e  os 3 pais de Rizel, e acha que os seus pais, praticamente o venderam para o governo, no entanto, aos poucos, ele também conhecerá mais e mais coisas que ele nunca tinha pensado que ia conhecer, e percebe que além de agitada, estranha e quase mortal, a vida que tem ao lado de sua adorável esposa será inesquecível e que Rizel será alguém muito importante para ele.

(mais…)